Comemorando o Dia Mundial da Água, nesta sexta-feira (22), o curso de Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), junto ao Fórum Mundial da Água, um coletivo de entidades, lideranças e instituições interessadas na preservação da água na Amazônia, realizará a Caminhada Universitária pela Água em prol da defesa do bem hídrico.

A programação tem início às 15h30, na Praça Paulo Jacob, próximo ao Palácio Rio Negro, na avenida Sete de Setembro, com rodas de conversa com especialistas e estudantes.

Segundo a professora Selma Batista, em 1987, o Relatório “O nosso futuro comum” foi publicado pela Organização das Nações Unidas, pedindo que o consumo dos recursos naturais fosse utilizado sem comprometer a disponibilidade para as gerações futuras.

“Hoje, quem tem 32 anos representa a geração futura citada no documento, e, se nada for feito para reduzir o impacto sobre os recursos hídricos poluídos por lixo, por metais pesados, por descaso com aterros, os filhos desta geração viverão em um cenário de crise muito maior, com possibilidade de falta de acesso à água potável”, expôs a professora.

Às 17h, inicia a caminhada de um quilômetro, com destino à Praça da Matriz, onde acontecerá uma programação artística com apresentações de música e a performance Recolon, de Leonardo Scantbelruy, egresso do curso de Teatro da UEA .

Abraço simbólico – Ainda no dia 22, às 9h, ocorrerá o 5º Abraço Simbólico nas nascentes do Igarapé do Mindu, localizado na rua Andorinha, bairro Val Paraíso, zona norte de Manaus. A programação conta com exposições de arte, sorteios, apresentações de pesquisa e o abraço que será às 10h20. O evento é uma realização da UEA, Prefeitura Municipal de Manaus (PMM), Parque Municipal das Nascentes do Mindu, Tumpex e Marquise Ambiental.