Com o objetivo de alinhar os últimos detalhes para o lançamento do edital do Programa Ciência na Escola (PCE) edição 2019, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) realizou reunião com o Comitê de Análise, Acompanhamento e Avaliação do PCE, na tarde da segunda-feira (18/03), na sede da Fundação, no bairro Flores, zona centro-sul de Manaus.

Na ocasião, estiveram presentes representantes da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM), Secretaria Municipal de Educação (Semed) e do Conselho Estadual de Educação (CEE), além da diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, diretora técnico-científica, Marne Vasconcellos, e chefe do Departamento de Análise de Projetos (Deap), Michele Brito.

Pioneiro no país, o PCE apoia a participação de professores e estudantes do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, da 1ª à 3ª série do ensino médio e suas modalidades: Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar, em projetos de pesquisa desenvolvidos em escolas públicas estaduais do Amazonas e municipais de Manaus.

Novo edital – Durante a reunião, foram discutidos pontos do novo edital, dentre eles os critérios para concorrer ao programa e o calendário previsto que inclui: abertura do edital, previsão de lançamento, enquadramento de propostas, análise de mérito, resultado e implementação dos projetos. A previsão é que o edital seja lançado no mês de abril.

Também foi apresentado um panorama da edição 2018. A última edição do PCE contou 526 projetos aprovados em 27 municípios. Desse total, 324 projetos foram desenvolvidos por escolas estaduais e municipais de Manaus e 202 projetos em escolas estaduais do interior.

Programa estratégico – Márcia Perales reforçou que o PCE é um programa estratégico para o Amazonas por incentivar desde cedo o estudante à vocação científica. Ela destacou ainda a importância da parceria firmada com os órgãos que atuam na área de educação no estado para o apoio na execução do programa.

“A Fapeam apoia o que é estratégico para o avanço da Ciência, Tecnologia e Inovação no Estado, e o PCE é um programa que tem como objetivo contribuir para a formação científica de estudantes e incentivar o envolvimento de professores da educação básica em projetos de pesquisa. É um importante programa que oferecemos em parceria com instituições,  como a Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), Seduc, Semed e o CEE”, disse.

A diretora técnico-científica Marne Vasconcellos explicou que a reunião com o comitê foi para reiterar a importância das parcerias para a realização do PCE, além de possibilitar ouvir os órgãos parceiros para a elaboração do novo edital do programa.