Gilmara foi batizada pelo pastor Luís Gonçalves durante evento com evangelistas (Foto: Gustavo Leighton)

Durante 34 anos, foi grande a disposição de Gilmara Pereira dos Santos para servir a Deus em diferentes congregações evangélicas. Ajudou muitas pessoas, aconselhou, mas vivia com um peso. Apesar de ter passado por aproximadamente 20 denominações cristãs diferentes, ela admite: “Eu ainda procurava algo que eu não sabia exatamente o que era”.

Natural de Salvador, na Bahia, hoje é moradora da cidade de Santo Antônio do Descoberto, a 160 quilômetros de Goiânia, capital de Goiás. Atualmente, confecciona tapetes, mas por muito tempo trabalhou em salão como cabeleireira. E foi em um desses ambientes, aliás, que ela começou a mudar sua perspectiva sobre Deus. Seu batismo ocorreu no dia 2 de abril, durante um culto especial com a presença dos diretores da área de Evangelismo da Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul.

O dilema de vida

Antes desta experiência e de seu batismo, Gilmara participava de atividades em igrejas evangélicas, porém reconhece que não entendia o que a Bíblia ensinava. Ao se deparar com os símbolos do Apocalipse, por exemplo, ficava preocupada por não entender do que se tratava o contexto. Além disso, seu maior dilema na vida religiosa consistia em acreditar que os problemas em sua família ocorriam por conta de sua falta de fé ou de uma maior aproximação com Deus.

Um programa de TV, um aplicativo e um discipulado

A percepção sobre si mesma começou a mudar há cinco anos. Os cuidados com um filho portador de uma doença psiquiátrica a mantiveram mais tempo em casa. Em um determinado momento, zapeava pelos canais da TV em busca de um descanso mental. Foi quando se deparou com o programa Arena do Futuro, apresentado pelo evangelista Luís Gonçalves. Uma frase dita por ele marcou sua vida: “Jesus te ama e quer o melhor para ti”.

Aquelas palavras impressionaram muito Gilmara. Foi então que ela começou uma busca sobre a Novo Tempo e a Igreja Adventista do Sétimo Dia e chegou até um aplicativo chamado Pastor Luís Gonçalves, na loja virtual do Google Play (que conta com estudos profundos sobre profecias, entre outros temas). Do pouco familiarizada que estava com o livro sagrado do cristianismo, ela começou a enxergar, nas páginas da Bíblia, Jesus, Seus ensinos e Seu amor pela humanidade.

Mas o contato com a nova perspectiva bíblica não se restringiu a um programa de TV e conteúdo de aplicativo. Uma das clientes do salão onde ela estava decidiu explicar pessoalmente sobre aspectos do Antigo e Novo testamentos. Viu as dúvidas e a apreensão de Gilmara e se tornou uma amiga e responsável por seu discipulado.

Batismo

O conhecimento bíblico e o relacionamento com Cristo cresceram a ponto de haver a decisão pelo batismo. “Eu me programei umas quatro vezes para ser batizada, mas, por alguma razão, não deu certo. Talvez porque eu imaginasse que havia apenas um batismo conforme a Bíblia. Mas entendi depois que precisava de uma renovação”, comenta.

Mesmo antes da decisão desta semana, Gilmara tem promovido grupos de estudo com o filho, a filha e o genro. Até mesmo uma líder religiosa solicitou que as duas iniciassem uma jornada de estudos. O discipulado, para ela, começou rapidamente.