O ano letivo ainda não começou na Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, localizada na comunidade ‘Lago do Catalão’, em Iranduba (a 27 km da capital). A escola está com problemas estruturais que representam risco para as crianças. O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado estadual Josué Neto (PSD), solicitou, através de requerimento, explicações do prefeito Francisco Gomes.

Segundo dados disponíveis no Portal da Transparência, o município recebeu R$ 77,3 milhões do Governo Federal, em 2018, e R$ 9,8 milhões do Governo do Amazonas, totalizando R$ 87,2 milhões em recursos. Além disso, R$ 6,9 milhões foram repassados pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

“Essa situação chegou até nós por meio da mãe de um dos estudantes da escola. Isso é algo muito sério, uma vez que o ano letivo da rede estadual iniciou no dia 6 de fevereiro. A escola vem enfrentando muitos problemas estruturais e, segundo dados oficiais, não se pode falar em falta de recursos para a rede municipal de ensino”, disse Josué.

De acordo com informações enviadas ao presidente da Aleam, a escola é a única da rede municipal dentro do Lago do Catalão que está abandonada em relação à infraestrutura.