Moro planeja implantação de Centro de Segurança e Controle na fronteira do Amazonas com Colômbia e Peru

O Ministério da Justiça planeja implantar, ainda este ano, um Centro de Segurança para a Amazônia no sentido de controlar, a partir da união de informações e instituições, a questão da segurança pública na região Norte do país. A informação foi repassada pelo ministro Sergio Moro ao deputado federal Sidney Leite (PSD), durante audiência entre os dois na tarde da quinta-feira (21).

Leite levou ao ministro a preocupação com fragilidade da fronteira do Amazonas com a Colômbia e Peru, que acaba se tornando corredor para o escoamento de drogas e armamentos, que abastecem os demais Estados do país e, até mesmo o exterior.

“Drogas e armas pesadas entram no Brasil pelo Alto Solimões e Alto Rio Negro, haja vista que somos vizinhos dos maiores produtores de droga do mundo”, salientou o parlamentar. Segundo ele, o ministro sinalizou que a pasta está buscando trabalhar numa solução para a questão.

Leite aproveitou a audiência e apresentou ainda a Moro a pauta sobre o Pacto Federativo para que haja uma união entre todos os entes federativos no combate ao avanço da violência e a criação de políticas transversais, seja do ponto de vista da prevenção quanto do combate efetivo da criminalidade.

O deputado falou também sobre os orçamentos dos Estados na pasta de segurança pública, que muitas vezes está aquém da finalidade para atuar efetivamente no combate à violência.

Ao final da audiência, Sergio Moro aproveitou para pedir apoio de Sidney Leite ao seu projeto anticrime, que tramita no Congresso Nacional.