A Polícia Civil do Amazonas, por meio do delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falou, na tarde de ontem (11/04), durante coletiva de imprensa realizada às 14h30, no prédio da unidade policial, sobre a prisão em flagrante de quatro pessoas envolvidas com o tráfico de drogas no bairro Compensa, zona oeste da capital.

De acordo com a autoridade policial, o bando está ligado a um indivíduo conhecido como “Índia”, que está sendo procurado pela polícia por homicídio e é apontado como o comandante do tráfico de drogas naquela região da cidade.

Conforme Martins, foram presos durante a ação policial deflagrada pela equipe da DEHS na manhã de quinta-feira (11/4), por volta das 7h30, a companheira de Cleucijone Pereira da Silva, o “Índia”, Jaqueline Cardoso Alves, 21; o primo do infrator, Davi Sales Pereira 20; Mateus Silva de Carvalho, 21, e Mayke Jhonatan Marinho Ferreira, 18. O fato ocorreu na rua Natal, bairro Compensa.

“Deflagramos essa operação com o intuito de prendermos ‘Índia’, mas ele conseguiu fugir. O infrator tem uma atuação forte no bairro Compensa. Ele já cometeu muitos homicídios, manda matar pessoas. Em razão disso, estivemos cedo na área, fizemos o cerco e conseguimos prender a esposa e o primo dele, além de outras duas pessoas que fazem parte dessa associação criminosa comandada por Cleucijone”, relatou Martins.  

O titular da DEHS informou, ainda, que ao longo das diligências os policiais civis chegaram até Davi, Mateus e Mayke, na entrada de um beco. Em seguida, o trio levou a equipe da especializada até Jaqueline. Na casa onde ela estava as equipes apreenderam 25 porções média de maconha, 20 trouxinhas de oxi, uma porção média de maconha do tipo skunk, uma porção grande de cocaína em pedra e duas trouxinhas de maconha, além de camisas de times de futebol que, segundo investigações, são patrocinados por dinheiro oriundo do tráfico de drogas.

“Além da droga encontrada na residência do casal, encontramos imagens de palhaços pelo imóvel. Isso significa, no linguajar da criminalidade, que são pessoas que matam policiais. Essa imagem remete a isso e nos chamou bastante atenção. Quando entramos no beco, percebemos que o local é monitorado por pessoas. Umas fazem segurança e outras a venda de drogas. Cada um tem um papel definido na prática ilícita e recebem ordem de ‘Índia’ para matar pessoas. Por isso ele é nosso alvo principal”, explicou Martins.

Flagrante – Davi, Jaqueline, Mateus e Mayke foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis na delegacia, eles serão levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

Procurado – Para concluir, Paulo Martins pede às pessoas que possam colaborar com informações sobre a localização do foragido da Justiça Cleucijone Pereira da Silva, o “Índia”, entrar em contato com a equipe da especializada pelo número: (92) 99229-6208. “Já existe um mandado de prisão temporária em nome dele. Delações também podem ser feitas ao número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, concluiu o delegado.