Foto: Evandro Seixas

O deputado estadual Roberto Cidade (PV) denunciou, na manhã desta quinta-feira, 21, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, o fechamento de um hospital na vila de Balbina, no município de Presidente Figueiredo, previsto para acontecer no final do mês de março.

O anúncio foi feito ontem, após audiência pública convocada pela Eletrobras Amazonas Energia com participação dos moradores. O caso foi apresentado pelo vereador Ricelli Pontes que também participou das discussões.

“Nós iremos entrar com um requerimento solicitando que a estatal dê um prazo maior antes do fechamento das unidades. Nós estamos falando de vidas que necessitam de cuidados médicos e também de centenas de estudantes que deixarão de ser atendidos. Ao mesmo tempo irei conversar com o governador Wilson Lima para que essas unidades sejam assumidas pelo Estado ou que seja dada uma solução”, afirmou o deputado Roberto Cidade.

Além do fechamento do hospital, os moradores estão preocupados com um possível despejo, caso a Eletronorte seja privatizada pelo Governo Federal. A área onde foram construídas as casas é da União, concedida à empresa. Incialmente, a vila surgiu para abrigar os funcionários da estatal e ribeirinhos que foram prejudicados pela construção da barragem.

Privatização x Capitalização
A privatização da Eletrobras é um projeto de lei do ex-presidente da República, Michel Temer. Em janeiro deste ano, o Diário Oficial da União (DOU) publicou a mensagem que foi encaminhada ao Congresso Nacional que trata da desestatização da empresa.

Já no início de março, em evento realizado nos Estados Unidos, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que a Eletrobras não seria privatizada e sim, capitalizada, ou seja, o governo perderia o controle majoritário, mas manteria poder considerável por meio de ações especiais.