O Dia Mundial da Voz, comemorado no dia 16 de abril, tem como principal objetivo chamar a atenção para os cuidados de sua preservação. Pensando no bem estar dos profissionais de Educação, a Gerência de Promoção e Valorização do Servidor (GERVS) da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) realizou a Semana da Saúde Vocal, que encerrou na última sexta-feira (12/4).

A Seduc-AM quer orientar os servidores quanto ao uso adequado da voz, minimizando assim, os possíveis prejuízos à saúde vocal. Para isso, foram realizadas palestras de sensibilização e prevenção em todas as Coordenadorias Distritais de Educação (CDEs), segundo Marilene Remígio e Silva, gerente de GERVS.

“Os profissionais que utilizam a voz ficam sujeitos a deslizes comportamentais na propagação vocal com mais frequência. E a ocupação mais afetada é a de professor, nosso maior público de servidores da Seduc. Nosso ação este ano superou as expectativas: as CDEs mobilizaram professores a participar. Houve muito interesse e grande envolvimento”, assinalou Marilene.

A Semana é realizada em conjunto com a Seduc-AM e o Centro Universitário Fametro, parceiro das atividades de Prevenção de Doenças e Promoção de Saúde, realizadas desde 2013. A faculdade disponibiliza acadêmicos e professores, de forma voluntária, para prestarem orientações, palestras e alguns encaminhamentos específicos nas áreas onde a Secretaria de Educação não dispõe de profissional habilitado.

“Este ano, contamos com a participação dos fonoaudiólogos Caleb Costa da Silva e Grijalba Rodrigues de Sousa Filho, com o encerramento em Manaus dia (12/4) e a transmissão de palestra para o interior, via Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam/Seduc-AM), no dia 16 de abril”, completou a gerente.

Resultados – No último dia de evento, o fonoaudiólogo Grijalba Rodrigues de Sousa Filho apresentou um levantamento dos dados coletados em todas as coordenadorias, com base na triagem vocal: o resultado aponta quais as alterações mais prevalentes entre os professores e foi mostrado aos gestores das escolas públicas estaduais.

“Um dos nossos focos esta semana são aqueles profissionais que utilizam a voz como ferramenta de trabalho e um dos mais comuns – não só no Brasil como no mundo – é o do professor. Além de usar a voz como instrumento laboral, o educador sofre diversos impactos durante o seu dia a dia. Por isso a necessidade de orientação e cuidados na preservação da voz”, assinalou o fonoaudiólogo.

Encerramento – A semana finalizou com a apresentação do Coral Vozes da Educação, formado por servidores da Seduc-AM. Em seguida, Sousa Filho conversou sobre a relevância vocal até mesmo no canto. O encerramento aconteceu com a palestra do fonoaudiólogo, “A importância dos cuidados vocais na docência”.