A partir de domingo os torcedores poderão voltar a comprar ingressos para a Copa-2014 - Fato Amazônico




A partir de domingo os torcedores poderão voltar a comprar ingressos para a Copa-2014

O torcedor brasileiro que tentou comprar ingressos para a Copa e não foi contemplado no sorteio terá mais uma oportunidade para acompanhar a Seleção Brasileira na luta pelo hexa. A partir deste domingo, agorea com a definição dos grupos da Copa, e até o dia 30 de janeiro a Fifa voltará a abrir o seu site para as vendas de ingressos. Desta vez, os torcedores de todas as 32 seleções tentarão ser contemplados na cota de 8% que cada país tem direito nas partidas em que a sua seleção estará em campo. A data foi ratificada durante coletiva do diretor de Marketing da Fifa, Thierry Weil.

– Isso permitirá aos torcedores dos países envolvidos uma chance justa e igualitaria neste segundo sorteio – disse.

Luis Fernandes, secretário-geral do Ministério do Esporte, diz que esta é mais uma oportunidade para o torcedor brasileiro mostrar o seu interesse na competição.

– Sabemos que a demanda é grande e o que ocorreu nas primeiras fases da venda de ingressos mostrou isso. Foram mais de 6 milhões de pedidos e agora a cota disponível é menor. Mas vamos fortalecer a nossa torcida. Por isso. pedimos a participação em massa do torcedor brasileiro: se inscrevam ativamente – disse.

Weil lembrou que não há necessidade de pressa, pois há tempo para todos fazerem o pedido e aguardarem o sorteio, que é aleatório. Para ele, a Fifa busca melhorar a cada competição a sua fórmula de vendas e que um dos avanços é a disponibilização da revenda de ingressos no próprio site da entidade:

– A cada copa, lições são aprendidas . Uma delas: por razões de natureza pessoal o torcedor pode não comparecer a um jogo. Com isso, teremos no nosso site esta possibilidade da revenda de ingressos. Também criaremos a oportunidade para o torcedor repassar o seu bilhete. Esta é uma forma de evitar assentos vazios em alguns jogos, não repetindo o que ocorreu algumas vezes em Mundiais anteriores.

Os problemas de atrasos em alguns estádios irradia também na venda de ingressos. Weil disse que há a possibilidade de não disponibilizar 100% dos lugares nesta segunda fase de vendas.