Estão abertas as inscrições para 48ª edição do Concurso Internacional de Redação de Cartas da União Postal Universal (UPU) e para a Olimpíada da Língua Portuguesa “Escrevendo o Futuro”. Os certames têm a intenção de estimular crianças e adolescentes a desenvolverem e aperfeiçoarem conhecimentos sobre a língua portuguesa a partir da produção de diferentes tipos de textos. 

As inscrições para o concurso Internacional de Redação de Cartas, promovido pela UPU  e  coordenado pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios), seguem até o dia 15 de março. O concurso é direcionado para alunos de todo o País, com até 15 anos, 11 meses e 29 dias, completos até o dia 5/5/19, previamente selecionados em suas escolas.

Para inscrever o estudante, o gestor da escola deve acessar o link https://tinyurl.com/y6zwvkwm. Para concluir a inscrição, o  diretor   e o aluno, autor do texto, devem assinar a ficha de inscrição e enviá-la, junto com a redação, aos  Correios.

Cada unidade de ensino poderá concorrer com  duas redações escritas por  alunos diferentes. O texto deve ser no formato de  uma carta argumentativa recente e inédita escrita de próprio punho e deve conter no máximo  900 palavras,  três componentes de base de uma carta: data, fórmulas de cortesia e de saudações e assinatura, com o tema “Faça uma carta para seu herói”, conforme explicou a coordenadora do Programa Viajando na Leitura e também assessora da Divisão de Ensino Fundamental (DEF), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Madalena Moleiro.

“Além do maior contanto com a Língua Portuguesa, da experiência de participar de um concurso internacional, do recebimento de troféus e de medalhas; os estudantes e escolas estarão concorrendo a premiações que variam de  R$ 1mil a  R$ 10 mil”, disse a coordenadora.

Na 47ª edição do Concurso Internacional de Redação de Cartas, realizada no ano passado, o aluno Khenril Vinicius Marcos Coelho, 11, da Escola Municipal Santo André, na Comunidade Nossa Senhora Auxiliadora, Tarumã-Açu, zona Rural Ribeirinha de Manaus, alcançou o 3º lugar. O tema era ‘Imagine que você é uma carta que viaja no tempo. Que mensagem você quer deixar para seus leitores’, o estudante, que estava no 6º ano do Ensino Fundamental, bem como a unidade de ensino receberam, além de certificação, uma premiação em dinheiro.

À época, feliz pela terceira colocação, Khenril explicou como produziu seu texto e conseguiu alcançar a posição de destaque. “Meu recado no futuro seria para as pessoas cuidarem da água, da natureza, meio ambiente, não só dos animais, mas também da vida na terra em geral, porque isso pode prejudicar as futuras gerações”.

Olimpíada de Língua Portuguesa

As inscrições para a 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa, direcionado para professores e alunos 5º ano dos ensinos Fundamental e Médio de todo o País, podem ser realizadas até o dia 30 de abril,  exclusivamente pelo  site https://www.escrevendoofuturo.org.br/concurso. Em 2019, o tema trabalhado  será “O lugar onde vivo”. 

A olimpíada, criada pela  Fundação Itaú Social   e coordenada pelo  Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), tem a finalidade de contribuir  na melhoria da leitura e escrita dos alunos e promover a  formação de professores.

Nesta edição, o  gêneros textuais trabalhados serão: poema, documentário, memórias literárias, crônica e artigo de opinião. Os professores podem se inscrever em uma ou mais categorias, de acordo com os anos escolares em que lecionam.

O texto deve ser escrito pelos estudantes, em sala de aula, durante oficinas, sob a orientação dos respectivos professores. A 6ª edição reforça a valorização da interação da criança e jovens com seu território e faz o aluno resgatar histórias, estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade e, com isso, promover  a cidadania nos participantes. 

O concurso é dividido em três etapas: municipal, estadual e regional. Os candidatos receberão ao longo do concurso medalhas, livros, notebook, placas de honra ao mérito e poderão até viajar para outros Estados para representar a rede municipal de ensino, à medida que forem  passando para  etapas seguintes.  

A coordenadora do Viajando na Leitura falou, ainda, que a Semed estimula a participação de alunos e professores nesses concursos como forma de incentivar cada vez mais o interesse pela leitura e escrita. “Esses concursos são extremamente importantes para vida acadêmica dos alunos, pois estimulam a produção de textos, o  interesse de aprender mais sobre sua língua pátria e, além disso, dão a oportunidade dos nossos  alunos concorrerem com estudantes de outros países em um concurso nacional e outro internacional”, destacou a coordenadora.