Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Profissionais do Distrito de Saúde (Disa) Norte, acadêmicos e professores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) participaram ontem (28/5), da cerimônia de encerramento das atividades do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde/GraduaSUS).

A programação aconteceu no auditório do Centro de Convivência do Idoso Armando Mendes, no conjunto Manoa, zona Norte, com apresentação das atividades executadas por meio do PET-Saúde, durante dois anos, com foco na qualificação dos processos de integração Ensino-Serviço-Comunidade, na área de abrangência do Disa Norte.

Resultado de um convênio entre a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Ufam, o PET-Saúde contempla projetos que se proponham a desenvolver a qualificação dos processos de integração ensino-serviço-comunidade, de forma articulada, entre o Sistema Único de Saúde (SUS) e as instituições de ensino.

Por meio do programa, acadêmicos dos cursos de medicina, enfermagem, educação física e fisioterapia da Ufam atuaram pelo período de dois anos como bolsistas junto a Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) das zonas Norte e Leste de Manaus.

“O objetivo do programa é incentivar a integração de acadêmicos aos serviços de saúde para que possam conhecer a rotina de trabalho no SUS, compreendendo melhor a realidade das comunidades atendidas e propondo mudanças na formação dos profissionais de saúde”, informa o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Na zona Norte de Manaus, o PET-Saúde foi inserido nos processos de trabalho de equipes de Saúde da Família nas áreas de abrangência das UBSs Sálvio Belota, no bairro Santa Etelvina, no Armando Mendes, na Cidade Nova.

Conforme a preceptora de gestão do PET-Saúde na UBS Armando Mendes, Laneide Stella Vieira, a apresentação foi organizada para finalizar as atividades realizadas nas UBSFs – Norte 19, 20, 22 e 23.

“Os acadêmicos foram inseridos nas atividades de rotina das equipes da Estratégia Saúde da Família, participando do acolhimento dos pacientes, das atividades de enfermagem, visitas domiciliares e campanhas de vacinação, entre outras ações. É uma experiência que fornece uma visão ampliada do campo de atuação para futuros profissionais e vai contribuir para a melhoria dos serviços na Atenção Básica”, afirmou Leneide.

Para a acadêmica de medicina Luana Dias Batista, que atuou na UBSF – Norte 22, a participação no PET-Saúde foi uma oportunidade de ter contato direto com o serviço de saúde e conhecer diferentes formas de exercer atividades na área.

“Eu entrei no programa com uma forma de olhar o trabalho na Unidade Básica de Saúde e estou saindo com outra muito diferente, entendendo melhor a importância do trabalho multidisciplinar para se oferecer uma boa assistência aos usuários do SUS”, afirmou Luana.

Programa

O convênio para o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde/GraduaSUS) foi formalizado pela Semsa e a Ufam no ano de 2009. A edição iniciada há dois anos será encerrada oficialmente no dia 2 de junho, durante programação do 13º Congresso Internacional da Rede Unida, que vai acontecer no período de 30 de maio a 2 de junho, na Ufam.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •