Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma ação conjunta de policiais da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), da 47ª Delegacia Interativa de Polícia e policiais militares de Nova Olinda do Norte (135 quilômetros de Manaus) resultou na prisão em flagrante de Ângelo Augusto Tavares Pantoja, 23; Darison de Souza Ramos, 24; Eduardo Silva da Mota, 20; Huan Mendonça de Lima, 21; Ingrid Mesquita Cabral, 26; Janderson Oliveira Costa, 29; Pâmela Brenda Carvalho de Brito, 24, e Sérgio Barroso Nascimento, 36. Eles estavam furtando a agência dos Correios do município da Calha do Rio Madeira.

O delegado Adriano Felix que disse que o bando foi preso na madrugada do último sábado (19/5), por volta das 2h, na rua Jeremias Pereira, bairro Centro, em Nova Olinda do Norte.

Felix disse que o bando estava sendo investigado pela equipe da especializada desde o dia 3 de abril deste ano, quando efetuou roubo nas dependências do Hospital Psiquiátrico Eduardo Ribeiro, localizado na avenida Constantino Nery, bairro Chapada, zona centro-sul de Manaus. O delegado informou que, na época, o bando quebrou o caixa eletrônico do lugar e subtraiu R$ 124 mil em espécie. A partir das investigações, os policiais civis tomaram conhecimento de que esses mesmos infratores estariam planejando um roubo a uma agência bancária.

“Nos deslocamos até o município de Nova Olinda do Norte, onde solicitamos o apoio da equipe da 47ª DIP, que é comandada pelo delegado Mauro Canale, e dos policiais militares que atuam no lugar. Comunicamos que estaríamos no lugar para evitar qualquer tipo de atrito entre policiais e, por volta das 2h, nós recebemos a informação do setor de Inteligência que esses indivíduos estariam praticando um crime em uma agência dos Correios naquele município. Mesmo sendo de competência federal, a Polícia Civil não hesitou em atuar”, argumentou Adriano Felix.

O bando foi preso no momento em que estava tentando furtar a agência, após quebrar a parede do local. Com os infratores as equipes policiais apreenderam ferramentas utilizadas para arrombar o cofre do lugar, dentre elas seis espátulas de ferro, quatro chaves de fenda e duas marretas. Segundo Felix, Ingrid e Pâmela tinham a função de alertar os comparsas sobre a aproximação da polícia, no momento das ações criminosas. Elas ficavam em frente ao local definido como alvo, e, com a ajuda de outros indivíduos, simulavam estar namorando.

Felix ressaltou que o bando já participou de outros roubos ocorridos na capital. Dois integrantes do bando, Eduardo e Ângelo, participaram de roubo a um supermercado no ano passado, de onde foram subtraídos R$ 70 mil. Ângelo e Eduardo também participaram de roubo no ano passado a agência dos Correios no bairro Alvorada, zona centro-oeste de Manaus. Huan, Darison e Sérgio participaram do roubo ao Hospital Psiquiátrico Eduardo Ribeiro, onde renderam funcionários e pacientes, antes de roubarem R$ 124 mil do caixa eletrônico.

Ângelo, Darison, Eduardo, Huan, Ingrid, Janderson, Pâmela e Sérgio foram autuados em flagrante por furto qualificado tentado e associação criminosa. Após os procedimentos cabíveis na especializada, Ingrid e Pâmela serão levadas ao Centro de Detenção Provisória Feminina (CDPF). Os demais infratores serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irão permanecer à disposição da Justiça.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •