Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Diogo Cabral de Oliveira, 26, conhecido como “Dioguinho”, acusado de roubo majorado, foi por policiais do 11° Distrito Integrado de Polícia que cumpriram mandado de prisão preventiva.

De acordo com a delegada Rita de Cássia Tenório, o acusado responde a cinco Inquéritos Policiais (IPs) por roubos majorados cometidos em drogarias ao longo do mês de abril deste ano, em bairros distintos da capital.

De acordo com a autoridade policial, Diogo estava sendo investigado pela equipe do 11° DIP desde o dia 9 de abril deste ano, quando roubou um caixa de uma drogaria situada na rua Professora Raimunda Magalhães, segunda etapa do bairro Coroado, Zona Leste de Manaus.

Na ocasião, “Dioguinho” entrou no estabelecimento com uma sacola plástica, de onde tirou uma arma de fogo e, em seguida, anunciou o roubo. Ele levou do caixa do estabelecimento R$ 68 em espécie.

“Conseguimos identificar o infrator por meio de imagens captadas pelas câmeras do circuito interno de segurança do lugar. Ao longo das diligências, tomamos conhecimento de outros quatro roubos cometidos por ele, que aconteceram nos dias 3, 14, 23 e 28 de abril, em bairros distintos da capital. Diogo em depoimento, afirmou que já cometeu aproximadamente 10 roubos, mas ainda estamos verificando se existem outras vítimas”, explicou Tenório.

Alvos fáceis – Conforme a delegada, o infrator agia sempre da mesma forma. Ele subtraía alguns objetos de higiene pessoal e fraldas. Em seguida fingia que ia efetuar o pagamento e mostrava uma arma de fogo, que ele alegou ser um simulacro de arma de fogo. Em depoimento, Diogo informou que as drogarias eram alvos fáceis, em razão das atendentes nos caixas serem mulheres. Ele argumentou que praticava os roubos porque estava desempregado e precisava ajudar a família.

“No dia 28 de abril deste ano, o infrator roubou uma drogaria situada no bairro Cidade Nova, zona norte. No momento do delito, “Dioguinho” foi atingido por um disparo de arma de fogo e encaminhado ao Hospital Doutor Aristóteles Platão Bezerra de Araújo, na zona leste da capital, onde recebeu atendimento médico. Ao tomarmos conhecimento de que ele estava no hospital, conseguimos a identificação dele”, informou a titular do 11° DIP.

Prisão preventiva – A delegada ressaltou que posteriormente foi solicitada à Justiça a conversão do mandado de prisão temporária em preventiva. O documento em nome dele foi expedido no dia 15 de maio deste ano, pela juíza Andrea Jane Silva de Medeiros, da 5ª Vara Criminal.

“Conseguimos a localização de Diogo após o recebimento de delações anônimas, feitas ao número (92) 99482–8409, o disque-denúncia do 11° DIP. Dessa forma efetuamos a prisão dele na manhã desta terça-feira (15/05), por volta das 8h30, na casa da prima dele, situada na rua 24 de Agosto, bairro Aleixo, zona centro-sul da cidade”, esclareceu.

Reincidente – Durante os procedimentos no 11º DIP foi verificada, em consulta ao site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), a existência de sentença condenatória em nome de Diogo por roubo.

Indiciamento – Diogo foi indiciado por roubo majorado. Após os procedimentos cabíveis da unidade policial, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •