Acusados de corrupção ativa, improbidade e quebra de decoro parlamentar, Câmara de Coari afasta três vereadores - Fato Amazônico


Acusados de corrupção ativa, improbidade e quebra de decoro parlamentar, Câmara de Coari afasta três vereadores

A Câmara Municipal de Coari em sessão na noite da última terça-feira, dia 20, afastou dos cargos vereadores Samuel Pereira Castro (PSL) – 1º vice-presidente da Casa Legislativa, Ademoque Rebouças da Silva Filho (PSDC) e Ewertonw Rodrigo Medeiros (DEM) e ainda abriu contra os três parlamentares processos de cassação dos mandatos.

Dos 15 membros do parlamento, 11 votaram pelo afastamento por 90 dias dos vereadores que são acusados de aliciar servidores da Prefeitura de Coari com oferta de vantagens indevidas para conseguirem informações da administração que pudessem prejudicar o prefeito Adail Filho (PP).

As informações repassadas pelos servidores seriam todas encaminhadas ao promotor Weslei Machado, que ajuizaria ações para o afastamento do prefeito.

De acordo com a denúncia recebida pela Câmara Municipal, as vantagens aos servidores que fornecessem as informações seriam pagar assim que um dos vereadores assumisse a prefeitura depois do afastamento de Adail Filho.

O processo de cassação contra os vereadores foi aberto por crime de corrupção ativa, improbidade administrativa e quebra de decoro parlamentar.

Mas não é apenas a Câmara Municipal de Coari que instaurou procedimento contra os três parlamentares. A Polícia Civil abriu dois inquéritos para apurar as denúncias contra os vereadores.