A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), autarquia vinculada à Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), certificou nesta quarta-feira (06/02) mais um entreposto de ovos com o Serviço de Inspeção Estadual (SIE) no município de Rio Preto da Eva (distante 80 quilômetros de Manaus). O SIE concedido à Granja Lucena vai oportunizar ao produtor rural a comercialização dos produtos para todo o estado e a garantia que os ovos serão inspecionados.

Segundo o secretário executivo de políticas agropecuárias e florestais do Amazonas (SEAPAF/Sepror), José Airton Schneider, que esteve no local representando o secretário de Estado da Produção Rural (Sepror), Petrúcio Magalhães, o Governo do Amazonas vem trabalhando para potencializar e ampliar negócios voltados para o setor primário.

“Hoje, o 34º empreendimento de ovos recebeu o serviço de inspeção estadual e, particularmente, o Município de Rio Preto da Eva e o Amazonas como um todo ganham com esse negócio. É uma oferta de um produto inspecionado que recebe o aval do Governo do Estado”, destacou José Schneider.

Em Rio Preto da Eva, atualmente, três empresas relacionadas à produção de ovos são registradas no SIE. Anualmente, a produção no estado é de mais de 480 milhões de ovos através dos entrepostos registrados na Adaf.

De acordo com o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, só neste segmento, 60 empresas estão em processos de legalização junto ao órgão de defesa e o Governo do Estado, que através do Sistema Sepror (Idam, Adaf e ADS) e de forma integrada está trabalhando para que os produtos regionais sejam valorizados.

“A Granja Lucena cumpriu toda legislação sanitária, desde a criação das aves até a produção dos ovos, oferecendo à população um produto de qualidade e com a adequada certificação, competindo com uma qualidade até superior aos produtos que vem de fora”, destacou Alexandre.

Sobre a Granja Lucena- O empreendimento com a marca Granja Lucena, localizado no município de Rio Preto da Eva, AM-010, km 94, recentemente se regularizou perante à Instrução Normativa (IN) de nº 36 , do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), onde cumpriu às adequações relacionadas à criação de aves junto ao Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA).

O entreposto terá a capacidade de produzir 6.300 ovos diariamente. Esta produção é oriunda de 7.500 aves que fazem parte do plantel da propriedade rural. Segundo Valdivino Lucena, produtor rural e responsável pelo negócio, mais 3.500 pintainhas estão sendo preparadas para produção. Seo Valdivino empregará 8 funcionários.

“A partir de hoje começamos uma nova vida. O SIE para mim representa abertura de novos mercados”, comentou Valdivino Lucena, que possui também produção agrícola de hortaliças, abobrinha, laranja, maracujá, banana e pitaya.

Durante a solenidade de entrega do certificado do Serviço de Inspeção Estadual (SIE) estiveram presentes a gerente de produtos de origem animal da Adaf, Juliana Prado e sua equipe; o diretor-técnico da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), Heitor Liberato; e o gerente da Unidade Local do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Florestal Sustentável (Idam), em Rio Preto da Eva, José Maria Frade.