Administração de Arthur Neto é a mais bem avaliada do Brasil, aponta Ibope - Fato Amazônico

Administração de Arthur Neto é a mais bem avaliada do Brasil, aponta Ibope

A administração de Arthur Virgílio Neto na Prefeitura de Manaus apresenta a melhor avaliação do país, entre todos os governos estaduais e prefeituras, com 76% de aprovação pela opinião pública, conforme pesquisa do Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a mesma que avaliou o governador Omar Aziz.(PDF anexado neste e-mail)

Com aprovação de 76%, a administração do prefeito Arthur ocupa o topo do ranking nacional com dois pontos percentuais acima da gestão de Omar, cuja avaliação positiva foi de 74%.

O levantamento mostra que a área de atuação mais bem avaliada no governo estadual é Cultura e Lazer, aprovada por 25% dos ouvidos em respostas de até três opções.

A Segurança Pública, mote principal do governo Omar Aziz, aparece com a 3ª pior avaliação (19%) entre as áreas avaliadas pelos entrevistados em respostas de até três opções.

O Ibope ouviu 15.414 eleitores em 727 municípios de todas as unidades da federação no período entre 23 de novembro e 2 de dezembro deste ano.

A pesquisa foi divulgada no dia 13 de dezembro e está disponível na íntegra para consulta na Internet (http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/Documents/JOB_2726-13_AMAZONAS%20-%20Relat%C3%B3rio%20de%20tabelas%20(imprensa).pdf).

Avaliação positiva dos Estados e Capitais

Manaus – Arthur Neto

76%

Amazonas – Omar Aziz

74%

Florianópolis

71%

Rio Branco

71%

Pernambuco

58%

Acre

55%

Vitória

54%

Mato Grosso do Sul

49%

Minas Gerais

49%

Espírito Santo

49%

Paraná

45%

Paraíba

39%

Santa Catarina

38%

Ceará

38%

Natal

37%

Boa Vista

36%

Curitiba

35%

Cuiabá

35%

Rondônia

35%

Maceió

34%

Rio Grande do Sul

34%

João Pessoa

33%

Piauí

32%

Porto Velho

32%

Salvador

31%

Teresina

30%

São Paulo

31%

Belo Horizonte

29%

Recife

29%

Maranhão

29%

Goiás

29%

Sergipe

27%

Rio de Janeiro (capital)

26%

Roraima

26%

Bahia

26%

Campo Grande

25%

Macapá

25%

Tocantins

25%

Fortaleza

24%

Alagoas

24%

Mato Grosso

23%

Pará

22%

Aracaju

18%

Rio de Janeiro (Estado)

18%

Amapá

18%

Goiânia

17%

Belém

16%

Palmas

16%

Porto Alegre

13%

São Paulo (capital)

12%

São Luís

10%

Distrito Federal

9%

Rio Grande do Norte