Agência Humanitária Adventista comemora 30 anos de atuação no mundo - Fato Amazônico

Agência Humanitária Adventista comemora 30 anos de atuação no mundo

Brasília, DF… [ASN] – Através de agradecimentos, louvor, homenagens e emoção foram comemorados os 30 anos de atuação Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) . O evento foi realizado no auditório da sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia para oito países sul-americanos (Divisão Sul-Americana), em Brasília, na noite desta quarta-feira, 14 de maio.

Estiveram presentes na cerimônia os presidentes dos escritórios regionais da Igreja; o embaixador da Bolívia; representantes das embaixadas do Uruguai, Equador e Estados Unidos; da Fundação Hemocentro de Brasília; da secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos do Espírito Santo; da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Alimentação e Agricultura no Brasil; de doadores da ADRA nos oito países sul-americanos; o coordenador geral de Programa da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e o diretor de Imigração e Assuntos Jurídicos do Itamaraty.

Estabelecida pela Igreja Adventista, a Agência executa projetos de desenvolvimento comunitário e de assistência humanitária, atendendo crianças, adultos e idosos, sem qualquer distinção. O objetivo da ADRA é melhorar as condições de vida das pessoas através de cinco principais áreas de atuação: alimentação, geração de emprego e renda, educação, saúde e Gestão de emergências.

Atualmente, é uma das principais organizações de ajuda humanitária não governamental do mundo, beneficiando centenas de milhares de pessoas em mais de 125 países nos quais atua.

Serviço à comunidade

No Brasil, no ano de 2013 foram realizados 59 projetos que auxiliaram 126.122 pessoas, dentre estes projetos está o Núcleo Adventista de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Nadac), localizado em Planaltina de Goiás, que nesta semana recebeu a visita do presidente mundial da organização Jonathan Duffy. “Visitar essas crianças carentes e perceber que estão felizes e encaminhadas para um futuro melhor é o que define a ADRA e são essas coisas que me incentivam a continuar trabalhando como presidente”, compartilha Duffy.

Nos países hispanos, um dos destaques é o projeto argentino Pisadas Saludables, fruto de uma parceria com a empresa TOMS, na qual crianças necessitadas que não possuem calçados e estão sujeitas a doenças proveniente dos pés sejam beneficiadas.

Através de voluntários, é realizado o cadastro dos beneficiados que recebem acompanhamento e aprendem sobre a importância da alimentação, saúde, e educação. “Agora, milhares de crianças podem vestir um calçado, cuidar de seus pés e desta maneira viver mais dignamente”, assegura Roberto Giaccariini, diretor da ADRA Argentina.

Um dos momentos especiais do evento foi a entrega de cartas para cada um dos participantes com histórias de vidas que foram transformadas através do auxilio da ADRA. “Trinta anos é só o inicio. Vamos continuar auxiliando milhares de vidas durante muitos anos”, enfatiza o pastor Erton Köhler, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia para oito países da América do Sul. [Equipe ASN, Jéssica