Aguinaldo Silva, autor de O Sétimo Guardião, contou aos fãs sobre os bastidores do afastamento de Bruno Gagliasso da novela. O ator foi internado às pressas nesta terça-feira (26) em um hospital no Rio. Ele passou por cirurgia para retirar pedras dos rins.

Aguinaldo Silva disse que ficou sabendo da situação de Bruno através do diretor da novela, Rogério Gomes. Silva revelou que surtou ao saber da notícia e chegou a quebrar cristais na sala de estar de sua casa.

“O que acontece quando um autor se vê diante de uma situação como a descrita abaixo e tem não mais do que duas horas para resolvê-la? Ele tem que mudar todas as cenas que o ator – no caso o protagonista – ia gravar no período em que ficará afastado. Neste caso específico foram cerca de trinta cenas e mais as que resultaram destas”, disse.

 “Vejam bem, eu não escrevi ‘cortar’, eu escrevi MUDAR, pois se a gente cortar cenas os capítulos ficarão pequenos. No ar eles têm um tempo de duração que deve ser rigorosamente obedecido. Então, mal recebe a informação, o autor concede a si mesmo 15 minutos para se rasgar e se descabelar. Quebrar meia dúzia de preciosos cristais em sua sala, gritar todos os palavrões que conhece. Xingar Deus e o mundo e acusar a si próprio de ter vendido a alma ao diabo… E depois desses 15 minutos de som e de fúria, ele se acalma, senta diante da porcaria do computador e faz, na 1h45m que lhe restaram, tudo o que for preciso”, acrescentou.

Novela sofre alterações   

“Foi isso que aconteceu quando o diretor Rogério Gomes me ligou para dizer que o ator tinha sido internado. Eu e Joana Jorge [colaboradora de Aguinaldo], que estávamos escaletando o capítulo 128, depois do meu ataque de pelanca, mudamos de rumo. Tiramos o Gabriel das cenas que ele não podia gravar, passamos o pente fino nas cenas em que suas ações cortadas eram comentadas por outros personagens”, finalizou. (Observatório dos famosos)