Ajudante de pedreiro acusado de homicídio é preso pela DHS - Fato Amazônico

Ajudante de pedreiro acusado de homicídio é preso pela DHS

Policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), prenderam ontem (14), por volta das 10h, o ajudante de pedreiro Roger Novoa da Silva, 20, o "Roger Doido", em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido em agosto do ano passado pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

De acordo com o delegado Ivo Martins, eles chegaram até o rapaz depois de minuciosa investigação, iniciada após denúncia anônima feita aos policiais civis da especializada. Roger foi abordado na casa da família dele, situada em um conjunto habitacional no bairro Santa Etelvina, zona Norte de Manaus.

O ajudante de pedreiro estava sendo procurado por envolvimento no homicídio de Elberth da Silva Albuquerque, que era conhecido como "Briti", crime ocorrido na madrugada do dia 5 de março de 2014, por volta das 4h, na Rua Edmundo Soares, bairro São José, zona Leste de Manaus. Na época a vítima tinha 21 anos.

Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira, dia 15, o delegado Ivo Martins explicou que na ocasião do delito Roger estava na companhia de dois homens identificados como Wingred Barbosa Viana, o "Igrid", e Kelson da Silva Matos, que era chamado de "Tinho". Eles estavam em uma festa de Carnaval naquele endereço quando esfaquearam a vítima.

"Roger, "Igrid" e "Tinho" estavam juntos quando começaram a discutir com Elberth, supostamente por tráfico de drogas. Após o desentendimento os homens esfaquearam a vítima, que foi a óbito ainda no local. Wingred foi preso pelo delito em agosto do ano passado e Kelson morreu dois meses após o crime, provavelmente por envolvimento com o tráfico de drogas. Concluímos o caso com a prisão do terceiro envolvido", explicou a autoridade policial.

O delegado agradeceu o apoio da população, que ele julgou imprescindível para o desfecho do caso. "Contamos com o apoio de populares que ligaram para a especializada e denunciaram Roger. Essa parceria é muito importante, pois obtivemos muitas informações relevantes a partir da contribuição das pessoas”, enfatizou Ivo Martins.