Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Ontem (22), no auditório Senador João Bosco da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), começou o 2º Simpósio de Saúde Mental do Centro de Reabilitação em Dependência Química Ismael Abdel Aziz (CRQD), da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam). Com o tema “Dependência química, uma questão de saúde mental”, o evento buscou debater as conexões entre a dependência química e os transtornos mentais.

O simpósio, que segue até a próxima sexta-feira (24), conta com o apoio da Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento e Defesa dos Direitos da Pessoa com DST/HIV/Aids e Tuberculose (Frendhat) da Aleam, presidida pelo deputado Luiz Castro (Rede). Segundo o parlamentar, o Legislativo Estadual entende a importância de discutir o tema e se preocupa com o avanço da dependência química na sociedade. “Esse evento vai nos possibilitar diferentes olhares e perspectivas dos profissionais que atuam diariamente com esses pacientes e isso irá auxiliar no tratamento”, destacou o deputado.

O diretor do CRQD, Auzimar Cunha da Silva, disse que neste primeiro dia do Simpósio serão realizadas palestras sobre os fatores determinantes e variáveis da dependência química, formas de cuidado ao dependente químico, legislação e políticas de álcool e outras drogas. “Queremos estabelecer, através de debates, um padrão de significados para a dependência química, para que tenhamos uma melhor compreensão sobre a ligação entre a dependência química e as doenças mentais”, explicou.

Participaram do evento a representante da Susam, Luciena Xerez, a representante da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Vivian Marone, a representante da Coordenação de Saúde Mental do Amazonas, Eliene Lima Pontes, além de profissionais de saúde e estudantes de psicologia. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •