Amazonastur lança projeto ‘Cama e Café’ em Maués - Fato Amazônico


Amazonastur lança projeto ‘Cama e Café’ em Maués

Na sexta-feira (13/04), a Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur) lançou em Maués (a 270 quilômetros de Manaus em linha reta) o projeto “Cama e Café”. A ação, realizada em parceria com a prefeitura do município, reuniu moradores e o trade local no Museu do Homem de Maués, para apresentação da proposta de hospedagem alternativa para uso turístico com serviços de café da manhã.

A apresentação foi conduzida pelo presidente da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur). Na ocasião, o presidente da Amazonastur esclareceu os benefícios do projeto e o diferencial em comparação aos demais meios de hospedagem que consiste, entre outros aspectos, no desenvolvimento do turismo comunitário e troca de experiências e cultura entre os hospedes e o proprietário da hospedagem, além de geração de renda e crescimento econômico e social.

“Este projeto foi idealizado pelo governador Amazonino Mendes em 1997, e era voltado para Parintins. Agora, ele nos deu essa missão de lutar pela causa pública e promover o desenvolvimento do turismo no interior do Estado, levando o projeto para outros municípios. Então, hoje, iniciamos essa ampliação começando por Maués que tem grande potencial para o turismo de eventos, sol e praia, além de outros atrativos como a pesca esportiva”, disse Orsine.

Inscrições – Mais de 40 pessoas já se inscreveram no projeto e a equipe da Amazonastur iniciou as visitas técnicas às residências dos candidatos para análise de atendimento aos requisitos do programa que avaliam infraestrutura, serviços e sustentabilidade do investimento.

‘Cama e Café’ – Esse tipo de hospedagem surgiu na Europa e nos Estados Unidos (Bed and Breakfast), sendo muito utilizado hoje nas grandes capitais do Brasil, como Rio de Janeiro e São Paulo. O “Cama e Café” nada mais é do que uma hospedagem em residência com no máximo três unidades habitacionais para uso turístico, com serviços de café da manhã e limpeza, na qual o possuidor do estabelecimento resida.

No Amazonas, o trabalho é uma ação integrada da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), que conta com parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas (Sebrae-AM), entre outras entidades. 

Fomento para produção do guaraná – Durante a visita do Governo do Amazonas ao município, o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) entregou para a Cooperativa Agropecuária de Produtores Rurais de Maués – CoperMaués, equipamentos para melhorar a produção do guaraná e as condições de trabalho dos cooperados. Com essa ação do Fundo, a produção do pó de guaraná deve aumentar em até 80%.