ANAC rebaixa categoria do aeroporto de Parintins e voos para o festival estão ameaçados - Fato Amazônico

ANAC rebaixa categoria do aeroporto de Parintins e voos para o festival estão ameaçados

A menos de uma semana para a realização do 49ª Festival Folclórico de Parintins, onde Garantido e Caprichoso, se apresentarão no Bumbódromo nos dias 27, 28 e 29 deste mês, o Aeroporto Júlio Belém, foi rebaixado de categoria e as grandes aeronaves estão impedidas de descer no aeródromo do município.

Uma vistoria da ANAC no aeroporto encontrou irregularidades de defasagens e falta de material humano nos setores de canal de inspeção e centro contra incêndio que está sem um carro que serve de reserva técnicas.

Esses foram os motivos que levaram a ANAC rebaixar a categoria do Aeroporto de Parintins. Há semana Azul mandou suspender as vendas de passagens em aeronave ATR72 com capacidade para 68 passageiros e aeronave E190 com capacidade para 110 passageiros.

Desde a sexta-feira passada a empresa aérea só esta pousando no Aeroporto Júlio Belém com aeronave ATR42 com capacidade para 45 passageiros.

Batida em urubu

No início deste mês uma aeronave ATR-72 da Azul Linhas Aéreas colidou com um urubu, no momento em que a aeronave finalizava o procedimento de pouso na Ilha Tupinambarana, trazendo de volta uma antiga discussão, são seguro os voos diurnos para o município.

O grande número de urubus nas proximidades do aeroporto Júlio Belém, sempre foi uma ameaça aos voos na cidade, tanto que em 2010, o Ministério Público Federal ingressou com uma Ação Civil Público, com pedido de liminar para a proibição de voos diurnos ao município.

Em agosto de 2010, o juiz federal Dimis da Costa Braga, acatou o pedido e proibiu operações diurnas no terminal e determinou ainda que os governos Estadual e Municipal deveriam melhorar a situação do lixão da cidade no prazo de oito meses, mas passaram-se quatro anos e a lixeira a céu aberto continua causando problemas para os voos que voltaram a ser diurnos depois que a Justiça liberou.