Após estrear com derrota, Rio Negro pega o Paysandu hoje de olho na classificação no Brasileiro de Handebol Feminino - Fato Amazônico

Após estrear com derrota, Rio Negro pega o Paysandu hoje de olho na classificação no Brasileiro de Handebol Feminino

Após estrear com derrota no Campeonato Brasileiro de Handebol Feminino, o Rio Negro enfrentou o Paysandu (PA), ontem, quarta-feira (06/12), às 19h, no ginásio Renné Monteiro, de olho em uma vaga na próxima fase da competição. Na abertura, as meninas do Galo fizeram uma partida dura contra o time Português (PE), atual tricampeão nacional, e perderam por 33 a 30.

 
O evento nacional é realizado pela Liga de Handebol do Amazonas (Liham) e Confederação Brasileira de Handebol, com apoio do Governo do Estado, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

O adversário de hoje, velho conhecido do time amazonense, também estreou com derrota, por isso, o Rio Negro já espera outra partida acirrada. Para garantir a classificação para a próxima etapa do torneio, o Galo terá que vencer o jogo desta quarta.

“O Paysandu é um time experiente, tem alguns reforços, como a atleta Mirian Santos, que jogou no Pinheiros (SP), é um time que já enfrentamos outras vezes. Teremos mais um jogo duro pela frente, aliás, não teremos partida fácil, estamos literalmente no grupo da morte, que conta ainda com o Português, que é de fato o time a ser batido no Brasileiro”, comentou Carla Batista, auxiliar-técnica do Rio Negro, que também afirmou que somente a vitória interessa.

“Essa competição é muito cansativa porque são jogos diretos, vamos recompor o físico para buscarmos a vitória diante do Paysandu, precisamos muito vencer”, completou a auxiliar.

Além do Amazonas, o Brasileiro de handebol conta com a participação de equipes do Pará, Pernambuco e Minas Gerais. As disputas seguem até sábado (9).

Outros jogos – Ainda nesta quarta-feira, Português (PE) e Santa Cruz jogam às 17h30. E HCM Amazonas e Adalberto Valle, às 20h30.