Luiz Felipe Scolari e Jorge Sampaoli, adversários na Copa do Mundo de 2014, se reencontram a partir das 19 horas (de Brasília) deste sábado (23/02), no Allianz Parque. Após dar a volta por cima pelo Palmeiras em 2018, o técnico brasileiro revê o argentino em busca do prestígio perdido pelo Santos.

Felipão disputou as edições de 2002 (campeão) e 2014 (quarto) da Copa do Mundo pelo Brasil e ainda comandou Portugal em 2006 (quarto). Goleado por 7 a 1 pela Alemanha dentro de casa, ele depois passou com sucesso pelo Guangzhou Evergrande e enfim deu a volta por cima ao ganhar o Campeonato Brasileiro 2018 pelo Palmeiras.

Jorge Sampaoli, por sua vez, dirigiu o Chile no Mundial de 2014 (oitavas) e fez história ao ganhar a Copa América 2015 dentro de casa. Em 2018, porém, no comando da seleção argentina, o treinador foi intensamente criticado e deixou o time desmoralizado após nova queda nas oitavas.

 

Os dois técnicos foram adversários nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2014. No Estádio do Mineirão, após empate por 1 a 1 no tempo normal, o Brasil venceu por 3 a 2 nos pênaltis. Na prorrogação, Sampaoli viu o centroavante Pinilla acertar o travessão.

Cinco anos depois, os dois técnicos vivem momentos significativamente diferentes, mas mantêm a essência. Aos 70 anos, Felipão ainda preza pela solidez defensiva e se caracteriza pelo futebol de resultados. Sampaoli, por sua vez, privilegia o jogo ofensivo e a posse de bola.

Os times dirigidos por Jorge Sampaoli e Luiz Felipe Scolari detêm as melhores campanhas do Paulista, já que o Santos contabiliza 18 pontos, quatro a mais do que o Palmeiras. O confronto deste sábado será válido pela sétima rodada do torneio estadual.

(Gazeta Esportiva)