Arthur defende parceria responsável pelo desenvolvimento da Amazônia - Fato Amazônico

Arthur defende parceria responsável pelo desenvolvimento da Amazônia

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, propôs um pacto brasileiro pelo desenvolvimento de “irmãos para irmãos”, onde todas as regiões sejam beneficiadas e tenham chances de crescer. “Como está hoje, com essa visão colonialista que existe de uns sobre os outros, ninguém ganha”, disse Arthur, durante o 3º Colóquio Internacional – Segurança e Soberania Regional, realizado no Auditório do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (IGHA), no fim da tarde da última quinta-feira (23).

O prefeito lamentou a alienação do restante do Brasil em relação à Amazônia, o que justifica como desconhecimento e desapego à região, na contramão de um interesse internacional crescente. “A Amazônia exerce um fascínio no mundo, cada vez mais percebo esse interesse legítimo. A Amazônia é estratégica, mas o país tem sido incapaz de medir isso, que essa região é diferente e rica”, afirmou.

Arthur citou como exemplo o potencial de biodiversidade e da água potável que está caminhando para se tornar o recurso natural mais valioso e que não tem recebido a atenção necessária para sua preservaç. “Precisamos de uma parceria responsável, onde a Amazônia não seja mais medida pelo número de eleitores, mas pela sua importância, riqueza e diferenças”, avaliou Arthur.

O evento teve como principal palestrante o general de Exército Guilherme Theófilo, que falou sobre as fragilidades nas áreas de fronteira como o tráfico de drogas, de armas, de animais e garimpos que afetam a segurança nacional e necessitam de mais empenho do governo brasileiro com investimentos em tecnologia, modernização e legislação. “É fundamental o apoio do nosso governo federal, ele lembrar que não só existe o Sul, o Sudeste. Nós temos uma região Norte que é muito despovoada, a falta da presença do Estado é patente”, afirmou.