Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito Arthur Virgílio Neto esteve em Brasília (DF), nesta terça-feira, dia 20/3, para participar do 8º Fórum Mundial da Água que acontece até a próxima sexta-feira, 23, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Na ocasião, Arthur Neto também participou do painel Compartilhando Água: Cooperação em Todos os Níveis e defendeu uma forma mais universal de se administrar os recursos hídricos.

Mediado pelo secretário executivo dos Governos Locais Pela Sustentabilidade (Iclei), Rodrigo Perpétuo, o painel também contou com a presença da secretária de sustentabilidade de Barcelona, Marta Subirà i Roca, o presidente da Associação das Comunas da República do Bénim, Luc Sétondji e o prefeito do município boliviano de Sucre, Ivan Arcienega.

“A participação de Manaus é muito relevante, pois é a cidade mais importante da Amazônia pela forma como administra os recursos hídricos e ambientais”, disse o secretário executivo do Iclei.

Todos os participantes acumulam vastas experiências na administração dos recursos hídricos. Durante suas falas traçaram um diagnóstico de como cada governo trata a questão.

O prefeito de Manaus foi enfático em defender uma universalidade na forma de administrar os recursos hídricos. “Nós temos que estabelecer uma colaboração intra e extra Brasil, em todas às instâncias de governos, para que possamos fazer uma gestão mais integrada e justa dos recursos hídricos. Não temos esse problema de água no Amazonas, mas precisamos saber que o Brasil é um todo e precisamos saber uns ajudar aos outros”, disse o prefeito.

Ele também destacou que possui um olhar internacional sobre a questão e se disse aberto a debater a tema com outros países.

“O mundo para mim é uma coisa só e o vejo com os mesmos olhos de amor que vejo minha terra. Sou solidário internacionalmente a quem merece por justiça essa solidariedade. Entendo que a questão da água é profunda e merece ser tratada com muita firmeza, fé e espírito de cooperação, porque soluções egoístas não resolverão, a contento, essa questão hídrica tão relevante”, destacou.

Ao finalizar, Arthur enfatizou a importância da região e pediu respeito e compreensão. “Sei da importância estratégica da minha região, e sei que é dever nosso, governar com responsabilidade. Sendo responsáveis também é dever nosso cobrarmos de parceiros nacionais e internacionais que sejam justos na hora de olhar para o desenvolvimento da nossa região”, pontuou.

Qualidade

Devido ao alcance dos índices previstos dentro da Portaria 2.914/2011 – que trata sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade – representantes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), custeados pelo Ministério da Saúde, também participaram do evento.

Conforme a chefe de Vigilância de Água, Solo e Ar da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Jocilene Galúcio, Manaus foi selecionada como município destaque devido ao alcance dos seus índices do cumprimento de meta da diretriz nacional com relação às análises da qualidade da água para consumo humano.

“A qualidade da água em Manaus está 99% dentro do padrão de potabilidade daquilo que analisamos que são dez parâmetros da portaria 2914”, disse Jocilene, referindo-se à portaria do Ministério da Saúde, que trata dos procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade.

O Fórum

Organizado pelo Conselho Mundial da Água, o Fórum é o maior evento global sobre o tema água e reúne interessados de todo o mundo com a missão de  “promover a conscientização, construir compromissos políticos e provocar ações em temas críticos relacionados à água para facilitar a sua conservação, proteção, desenvolvimento, planejamento, gestão e uso eficiente, em todas as dimensões, com base na sustentabilidade ambiental, para o benefício de toda a vida na terra”.

O evento é realizado a cada três anos e essa é a primeira vez que acontece no Hemisfério Sul.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •