Arthur Neto diz que Manaus não vai parar por conta da greve dos rodoviários - Fato Amazônico

Arthur Neto diz que Manaus não vai parar por conta da greve dos rodoviários

O prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB), disse que a cidade não vai parar por interesses de terceiros e por conta da greve de ônibus do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus, que não respeitou a determinação judicial e fechou as garagens.

“Vou para o corpo a corpo e vamos fazer uma ação institucional. O sindicato esta falido”, disparou Arthur, afirmando que vai pessoalmente as garagens de ônibus para conversar com a categoaria e informar que haverá reajuste salarial para os funcionários do transporte coletivo, mas não terá reajuste na tarifa.

De acordo com o presidente do Sindicato, Givancir Oliveira, o movimento não é eleitoreiro como disse o prefeito Arthur Neto. “O sindicato não tem candidato. Quem tem candidato é o prefeito Arthur Neto, o filho dele é candidato a deputado federal”, disparou o sindicalista.

Givancir, disse que o prefeito ao invés de ficar falando em política, deveria chamar a categoria para negociar. O sindicalista disse que a paralisação continuará até que eles sejam chamados para as negociações.

Para o governador José Melo, os sindicalistas deixaram a negociação de lado e começaram pelo fim, já realizando uma paralisação. “Ainda tínhamos mais 30 dias de negociação e o sindicato começou prejudicando a população, faltou a negociação”, disse, afirmando que dará todo apoio ao prefeito Arthur Neto para solucionar o problema.