Ato em favor da Reforma Política alcança mais de 690 assinaturas somente - Fato Amazônico

Ato em favor da Reforma Política alcança mais de 690 assinaturas somente

Ontem de manhã, a Praça da Matriz, no Centro da capital amazonense foi palco de grande mobilização pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas. A ação faz parte de mobilização da Coalizão pela Reforma que é formada por 103 entidades de todo o Brasil, entre elas a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE), Cáritas Brasileira, Central de Trabalhadores do Brasil (CTB), União da Juventude Socialista (UJS), Confederação Nacional das Associações de Moradores (CONAM), Arquidiocese de Manaus e outras.

A mobilização na Praça da Matriz coletou 692 assinaturas de diversas pessoas que passaram pelo local. A iniciativa foi organizada pelo vereador Professor Bibiano (PT). O parlamentar apóia o Projeto de Iniciativa Popular que pretende alcançar 1,5 milhões de assinaturas em todo o Brasil. Uma vez que a meta for alcançada, o projeto será enviado ao Congresso Nacional para análise e poderá se tornar lei.

"A população é peça fundamental nesse processo. É ela quem pode mudar o rumo da nossa política. Cada cidadão pode contribuir deixando sua assinatura em prol da reforma política. Chega de financiamento de campanhas por empresas. Isso beneficia a corrupção eleitoral. É preciso mobilizar a população. Este não é um ato a favor de pessoas ou partidos, mas em favor do povo brasileiro e consequentemente dos cidadãos manauaras", destacou o vereador.

A proposta da Coalizão defende quatro pontos pela reforma, são eles o fim do financiamento de campanhas por empresas e consequentemente o fim da corrupção eleitoral; fim do sistema eleitoral proporcional de lista aberta de candidatos; a sub-representação das mulheres e a deficiente regulamentação dos mecanismos da democracia direta.

Para a irmã Santina Peri, representante da CNBB e da igreja católica em Manaus, a participação da sociedade demonstra o desejo de mudança. Santini também participou do Ato colhendo assinaturas.

"Temos que demonstrar que a reforma política é uma necessidade urgente. A participação da sociedade é um sinal que ela quer mudança. O povo deve ser conscientizado sobre a situação que vivemos. A assinatura de cada pessoa é a uma arma para a mudança. Através dela, podemos exigir que nosso direito seja respeitado. Eu posso até não ver o resultado dessa luta pela reforma política, mas os pequenos de hoje podem ver no futuro. A nossa luta é essa", declarou.

Pessoas das diversas zonas da cidade, de várias idades participaram do ato e demonstraram interesse em contribuir com a ação e muitas procuravam saber o objetivo do ato e mais sobre as propostas da Reforma Política.

Para o segurança, Fernando Rodrigues o ato é uma forma de deixar os cidadãos informados sobre a real proposta da Coalizão. "Iniciativas assim contribuem para o conhecimento da sociedade. O nosso país precisa de mudanças e isso é independente de partido político. As mudanças precisam se tornar realidade", disse o segurança.

Bibiano agradeceu a todos que participaram do ato e afirmou que outras ações em prol da luta pela reforma serão realizadas até abril. "A luta não pode parar. A população não pode mais continuar sofrendo por conta de leis que não levam em consideração os seus anseios. Agradeço a todos que estiveram contribuindo conosco nesse ato que demonstra a força popular", concluiu o parlamentar.