Ator José Wilker morre aos 66 anos neste sábado vítima de um infarto fulminante - Fato Amazônico

Ator José Wilker morre aos 66 anos neste sábado vítima de um infarto fulminante

EBC – De acordo com informações da Rede Globo, morreu na manhã deste sábado, 5, o ator José Wilker, aos 66 anos. Não há informações oficiais sobre a causa da morte, mas há hipótese de infarto. O artista estava em sua casa no Rio de Janeiro e deixa as filhas Isabel, Mariana e Madá Wilker.

Nascido em Juazeiro do Norte (CE), em 1947, Wilker iniciou sua carreira na comunicação como locutor de rádio no Ceará e se mudou para o Rio de Janeiro aos dezenove anos. Participou de seu primeiro filme em 1965 ao lado de grandes atores e atrizes como Fernanda Montenegro. Fez sucesso também em 1979 com o filme Bye Bye Brasil e, depois, em o Homem da Capa de Preta.

Entre várias novelas na Rede Globo, trabalhos como comentárista de cinema, ele interpretou personagens célebres como o ex-presidente Juscelino Kubitschek na minissérie JK. Foi Jesuíno Mendonça na nova versão da novela Gabriela. No último trabalho de novela, interpretou Herbert em "Amor à Vida", exibida na Rede Globo.

Também na Globo, comandou a direção da série humorística Sai de Baixo (1996) e as novelas Louco Amor (1983), de Gilberto Braga, e Transas e Caretas (1984), de Lauro César Muniz.

Amante de cinema, tem aproximadamente quatro mil fitas em casa. Mostrou ao público essa faceta assinando uma coluna semanal sobre o assunto no Jornal do Brasil e fazendo comentários de filmes nos canais de televisão por assinatura Telecine da Globosat. Era também comentarista oficial da transmissão da premiação do Oscar da Rede Globo. Além de apresentar o programa Palco & Platéia, que é transmitido pelo Canal Brasil.