Policiais da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Iranduba (a 27 quilômetros em linha reta da capital), sob o comando da delegada Sylvia Laureana, titular da unidade policial, cumpriu, na quarta-feira (27/02), mandado de prisão preventiva por homicídio em nome do autônomo Fabiano Junior Padilha da Silva, 26. Ele é conhecido como “Baby” e acusado de autoria da morte de José Alberto Gomes Jacinto, no dia 22 de maio de 2018. A vítima tinha 26 anos.

De acordo com a autoridade policial, o crime aconteceu no Km 5 da estrada que leva à comunidade São Sebastião, em Iranduba, onde o homem também foi preso, em cumprimento a mandado de prisão expedido no dia 22 de dezembro de 2018, pelo juiz Carlos Henrique Jardim da Silva, da 2ª Vara Criminal de Iranduba.

“No dia do crime, Fabiano e José Alberto jogavam bola quando começaram uma discussão que evoluiu para luta corporal. Após a briga, Fabiano foi beber e passou a ser provocado por José Alberto. Então, o infrator alegou que foi em casa, pegou uma faca de pão de aproximadamente 20 centímetros e retornou ao local onde estava. Ao encontrar a vítima, desferiu um golpe no peito de José Alberto, utilizando a arma branca. O ferimento ocasionou o óbito”, explicou Laureana.

A delegada titular da 31ª DIP ressaltou que Fabiano confessou, durante depoimento, a autoria do homicídio. A autoridade policial disse, ainda, que “Baby” era investigado por outros crimes, como roubos e furtos, ocorridos nas comunidades São Sebastião e São Francisco, localizadas em Iranduba. “Ele responde por crime de lesão corporal praticado em 25 de novembro de 2018. Na ocasião, desferiu um golpe de faca no braço de outro rapaz de 26 anos, após uma discussão”, disse.

Fabiano foi indiciado por homicídio. Após os procedimentos cabíveis na 32ª DIP, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.