O recado de morte na mala era para Luciano (no detalhe), filho do líder da FDN (Montagem Fato Amazônico)
Compartilhe
  • 124
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    124
    Shares

O crime organizado continuar a desafiar a cúpula da segurança no Amazonas e as execuções em Manaus não param. A guerra entre Família do Norte (FDN), Primeiro Comando da Capital (PCC) e Comando Vermelho (CV) continua e assusta a população na noite de ontem (20), na rua Domingo Quinto, no bairro da Compensa, Zona Oeste da capital amazonense uma mala foi jogada de dentro de um Vectra, de cor preta onde estava o corpo de Janderson Rosário Souza, de 23 anos, que foi morto e esquartejado por rivais.

Em cima da mala estava afixado um bilhete com um recado a Luciano da Silva Barbosa, o “L7”, filho de José Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”, líder da FDN, preso em um presídio federal no Paraná.

O bilhete traz o seguinte recado: “-1 formiguinha safado. Luciano Safado Talarico próximo e L7, Batoré”.

“Formiguinha”, no caso, é Janderson Rosário Souza, que estava esquartejado dentro da mala. Segundo seu irmão, Jardson Rosário, ele vendia drogas.

Antes de ser morto e esquartejado, Janderson Rosário, foi obrigado a gravar um vídeo onde é questionado porque se filiou a FDN. Ele garante que foi obrigado dentro do Centro de Detenção Provisória Masculino a se aliar a Família do Norte. “No CDP todo mundo é FDN se falasse que era outra coisa ia morrer la´”, afirma, e diz que é ladrão e mora na rua.


Compartilhe
  • 124
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    124
    Shares