Bimotor que fez pouso forçado em sítio em Iranduba estava com registro de voo suspenso - Fato Amazônico

Bimotor que fez pouso forçado em sítio em Iranduba estava com registro de voo suspenso

O bimotor Seneca prefixo PT-ISH fez pouso forçado que fez um pouso forçado na última quarta-feira por volta de 18h no sítio Liberdade na comunidade Bom Jesus, no quilômetro 21 da rodovia AM-070 Manoel Urbano (Manaus-Manacapuru), no município de Iranduba, não podia voar por estar com registro suspenso e por já ter se envolvido em um acidente e estava sem manutenção.

De acordo com Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a aeronave estava com a declaração de Inspeção Anual de Manutenção (IAM) vencida e avariada por acidente e não tinha autorização de voo.

A aeronave era pilotado por Carlos Eduardo Gomes Lima, 50 e o tinha como co-piloto, Santana dos Santos, 44, após a queda com ferimentos leves eles foram socorridos por agricultores e levados ao Pronto-Socorro em Iranduba.

Homens do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidente Aeronáuticos (Seripa-7), estiveram ontem no local onde o avião caiu e iniciaram as investigações do sinistro.

Entenda o caso

O bimotor fez um pouso forçado por volta das 18h de quarta-feira no sítio Liberdade na comunidade Bom Jesus, no quilômetro 21 da rodovia AM-070 Manoel Urbano (Manaus-Manacapuru). A aeronave havia saído de Canutama, a 619km da capital amazonense com destino a Manaus.