O presidente Jair Bolsonaro comandou na quinta-feira (14) em Brasília uma reunião com integrantes do governo em que foi discutida a proposta para a reforma da Previdência a ser enviada ao Congresso vestindo uma camisa não oficial do Palmeiras, clube do qual é torcedor.

Com predominância da cor verde-limão, o modelo é uma cópia de uma camisa utilizada pelo clube em algumas partidas na temporada de 2010. Há, no entanto, diferenças significativas entre as duas camisas, como a colocação do número no espaço em que aparecia o logotipo da fabricante, na época a Adidas, entre outros detalhes.

O presidente Bolsonaro é torcedor do Palmeiras e no ano passado, inclusive, foi ao Allianz Parque para acompanhar a festa pelo título brasileiro. Na ocasião, ele participou da cerimônia de entrega da taça depois de a equipe ter batido o Vitória, por 3 a 2, pela última rodada da competição.

Esta não foi a primeira vez que o presidente apareceu publicamente com essa camisa do Palmeiras. Durante a campanha eleitoral, ele gravou um vídeo mostrando que comia pão com leite condensado no café da manhã e estava usando o mesmo modelo de uniforme do clube alviverde. (Estadão)

Noblat

O jornalista Ricardo Noblat foi direto e reto em um tweet na noite da quinta (14), registrando a perplexidade que se espalha desde ontem com fotos de Bolsonaro: “Que presidente é este que veste camisa falsificada de um time e posa no palácio onde mora como um indigente?”.