Bombeiros comemoram 138 anos da corporação reconhecendo o trabalho dos militares - Fato Amazônico

Bombeiros comemoram 138 anos da corporação reconhecendo o trabalho dos militares

Ao comemorar 138 anos na próxima sexta-feira, 11, o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) presta homenagens àqueles que contribuíram significativamente com a corporação e com a sociedade. Treze pessoas, entre civis e militares de outros Estados, irão receber a Medalha “Imperador D. Pedro II”, a mais alta comenda do CBMAM e mais 26, a Medalha do Mérito Bombeiro Militar “Leogevildo Coelho”.

“Nós queremos comemorar mais um ano de atuação do CBMAM reconhecendo o trabalho de nossos militares e também daqueles que mesmo em outros Estados, contribuíram com nossa corporação”, enfatizou o Comandante Geral do CBMAM, coronel Roberto Rocha.

Entre os agraciados os Comandantes dos Corpos de Bombeiros dos Estados do Pará, Acre, Maranhão e Tocantins. A solenidade será realizada no Quartel Geral do CBMAM, localizado no bairro Petrópolis, às 20h.

Histórico das Medalhas

A Medalha “Imperador D. Pedro II” foi instituída pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, através do Decreto n°. 25.717, de 09 de março de 2006, sendo modificada pelo Decreto n°. 27.843, de 27 de agosto de 2008 e é destinada a premiar Oficiais Superiores do CBMAM, militares das Forças Armadas ou Auxiliares e cidadãos, que tenham prestado notáveis serviços à corporação. Do mesmo modo, a Medalha do Mérito Bombeiro Militar “Leogevildo Coelho”, a segunda maior comenda da instituição, destina-se a premiar bombeiros civis e militares da própria corporação, que tenham contribuído para o fortalecimento, progresso e o desenvolvimento do CBMAM perante a sociedade amazonense.

Conquistas

Em 2014, o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas trocou de comando. Há três meses à frente da corporação, o Comandante Geral, coronel Roberto Rocha, já conseguiu implantar duas novas bases no interior do Estado. O municípios de Rio Preto da Eva e Tabatinga tem agora estrutura física e pessoal para o atendimento de situações de emergência, diminuindo positivamente o tempo-resposta da corporação diante das ocorrências.

Além disso, o CBMAM passou a contar a partir deste mês de um helicóptero multimissão, para o resgate de vítimas em estado grave em toda a Região Metropolitana de Manaus (RMM), que necessitam do deslocamento imediato para as unidades hospitalares.
Neste primeiro semestre, a corporação reforçou o efetivo, com a entrada de 269 soldados, que estão atuando em diversos setores, para melhor atender a sociedade, elevando para 768 o número de bombeiros militares no Amazonas.