Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) reforçou, na noite de quarta-feira (16/05), junto ao ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e a técnicos da Receita Federal a importância da proteção e da continuidade de incentivos aos fabricantes nacionais de bicicletas, segmento estratégico do setor de duas rodas presente no Polo Industrial de Manaus (PIM).

“Esse mercado gera milhares de empregos e, consequentemente,  renda no Amazonas”, disse o parlamentar, que foi até o titular da pasta acompanhado do presidente da Associação Brasileira de Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), Marcos Fermanian, e mais dois integrantes da entidade, que responde por 40% do mercado de bicicletas no Brasil.

O apelo de Braga a Guardia foi motivado pela notícia de que a Fazenda pretende excluir esse produto da Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec) – instrumento previsto no Mercosul que permite aos países membros do bloco a aplicação de alíquotas de imposto de importação diferenciadas.

Segundo Fermanian, essa possibilidade abalaria o setor de duas rodas instalado no PIM, que voltou a apresentar resultados animadores após sete anos de quedas na produção e venda, alcançando a marca de 12,2 mil postos de trabalho

Em expansão – Nos últimos cinco anos, o segmento de bicicletas recebeu investimentos superiores a R$ 300 milhões no Amazonas, gerando mais de quatro mil e quinhentos empregos na capital amazonense, entre diretos e indiretos. Além disso, mais duas empresas preparam-se para instalar suas fábricas em Manaus – consolidando a cidade como o maior polo de produção de bicicletas do Ocidente.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •