Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Se depender de Tite, Neymar será titular da seleção brasileira no amistoso de domingo contra a Croácia. Mas reuniões com preparadores físicos, médicos e fisiologistas vão definir essa condição. Depende do tempo de jogo que a comissão conceder ao atacante.

Se ele estiver liberado para atuar por mais de 45 minutos, começará jogando exatamente três meses depois de operar o quinto metatarso do pé direito, no dia 3 de março, em Belo Horizonte.

Caso o departamento médico sugira menos de 45 minutos a Neymar, ele ficará no banco. E se optarem por exatamente meio tempo, Tite e seus auxiliares vão definir qual ele disputará: o primeiro ou o segundo. O amistoso será em Liverpool, às 11h (horário de Brasília).

A carga de treinamentos de Neymar tem surpreendido a comissão técnica. Antes, todos imaginavam que ele tivesse de ser retirado de algumas atividades antes dos demais. Isso ainda não aconteceu. O craque entra e sai de campo junto com os outros.

Mas há um plano “antiempolgação”. Não é por isso que Neymar disputará os 90 minutos, por exemplo, contra a Croácia. Sem chance. O plano da seleção brasileira continua sendo de uma recuperação gradativa em que o atacante atinja o auge durante a fase de grupos da Copa do Mundo para chegar 100% às oitavas de final, quando, em tese, os confrontos se dificultam.

Depois de 10 treinamentos, na Granja Comary e no CT do Tottenham, em Londres, Tite ainda não separou titulares e reservas. Isso pode acontecer nesta quinta-feira, ou no mais tardar sexta, já na fase de ajustes finais para o amistoso.

Além de Neymar, o Brasil ainda vai definir se Fagner ficará no banco de reservas – provavelmente sim – depois de 10 dias sem participar dos treinos táticos, e se Marcelo e Casemiro, últimos a se apresentarem em razão do título da Liga dos Campeões com o Real Madrid, serão titulares – provavelmente sim, também. (Fonte Globo)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •