Em pronunciamento da quarta-feira (31), na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado Cabo Maciel (PR) cobrou ao governo do Amazonas que honre seu compromisso com os policiais e bombeiros militares a respeito do pagamento da diferença salarial inerente a efetivação de promoções, marcado para o dia de hoje.

Segundo o parlamentar, a Secretaria de Estado de Administração (Sead) deveria ter feito o fechamento da folha de pagamento com todas as correções nas novas graduações, mas não o fez, alegando falta de recursos financeiros. “Ficou decidido que hoje sairia uma folha extra com todas as correções, o que não aconteceu”, disse, ressaltando que a corporação está nas redes sociais, estressada, por conta das mentiras pregadas.

Cabo Maciel disse que já não basta a falta de estrutura e ainda ter esse tipo de aborrecimento, o que culmina na desestabilizando a corporação. “Isso foi um compromisso firmado e consta no Boletim Interno da corporação. Se o policial militar não acreditar no que lhe é transmitido por meio do boletim da corporação, em quem vai confiar?”, ponderou.

Descaso

Cabo Maciel disse ter recebido uma mensagem de uma produtora rural do Rio Arari, em Itacoatiara (a 277 km de Manaus), pedindo providências com relação ao transporte de homens e mulheres que lutam para plantar e escoar sua produção. Segundo o deputado, a informação é de que esses trabalhadores, muitos idosos, são transportados caçambas, o que dificulta na hora do embarque e desembarque. “O prefeito Antonio Peixoto precisa tratar com decência as pessoas que necessitam de transporte para escoar sua produção”, enfatizou.