CAICs vacinam cerca de 3 mil crianças no Dia D contra o Sarampo - Fato Amazônico


CAICs vacinam cerca de 3 mil crianças no Dia D contra o Sarampo

Aproximadamente 3 mil crianças, de 6 meses a 5 anos, foram vacinadas no Dia D contra o Sarampo, no último sábado (15/04), nos 12 Centros de Atenção Integral à Criança (CAICs), unidades da Secretaria de Estado de Saúde (Susam). A campanha é realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que montou cerca de 500 postos em toda a cidade de Manaus no sábado.

O secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, ressalta que a campanha continua até o dia 24 de abril, com o objetivo de vacinar o maior número possível de crianças. O horário de funcionamento dos CAICs é de 8 às 17h. “O púbico alvo dessa campanha, aqui em Manaus, é a faixa na qual há o maior número de notificações. Mas, é importante que a população faça a vacinação de rotina para a faixa estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é a de 1 ano a 49 anos de idade”, lembrou o secretário, ressaltando que todas as unidades básicas de saúde, da capital e do interior, além dos CAICs, em Manaus, estão abastecidas com a vacina contra o sarampo.

Na última quarta-feira (11/04), a Susam divulgou o 3º Boletim Epidemiológico, expedido pela Sala Estadual de Resposta Rápida para Surto de Sarampo, contendo o levantamento atualizado dos casos, no Estado. São 192  notificações, sendo 183 em Manaus e 09 no interior do Estado (02 em Humaitá, 01 em Anori, 01 em Beruri, 01 em Itacoatiara, 01 em Itapiranga, 01 em Iranduba, 01 em Manacapuru e 01 em São Gabriel da Cachoeira).

Até o momento, são 06 casos já confirmados na capital e 02 descartados (01 em Manaus e 01em Anori). Seguem em investigação 184 casos. Aproximadamente 65% dos casos notificados são crianças menores de cinco anos e 42% em adultos de 20 a 49 anos.

O diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Bernardino Albuquerque, destaca que até o dia 24 de abril a meta é vacinar 201 mil crianças na faixa-etária da campanha, na capital. Bernardino explica que, no interior, a FVS está fazendo um trabalho específico com foco nos municípios considerados de risco – aqueles com população acima de 75 mil habitantes, localizados em área de fronteira com outros países e estados, que tenham concentração de população indígena e os da Região Metropolitana de Manaus (RMM).

Nesses locais, equipes da FVS estão fazendo um trabalho junto ao município para a intensificação da vacinação de rotina, da vigilância epidemiológica, além de trabalhar a orientação dos profissionais para bloqueio, investigação e aplicação do protocolo de manejo de casos suspeitos em nível local. “A orientação é que só mandem para Manaus casos suspeitos com gravidade. Casos comuns, sem complicação, devem ser tratados no próprio município.

O sarampo é uma doença autolimitada, que não precisa de medicação específica, só sintomática, remédio para febre, por exemplo, e para combater os demais sintomas”.

Segundo Bernardino, as equipes da FVS já visitaram Tabatinga, Benjamin Constant, Ataia do Norte, São Gabriel da Cachoeira, Benjamin Constant, Humaitá, Iranduba, Manacapuru, Presidente Figueiredo e Parintins. As visitas continuam esta semana para os demais municípios de risco. 

Treinamentos – Usando o Centro de Mídias da Secretaria de Estado da Educação e Qualidade de Ensino (Seduc), a FVS realizou semana passada a “2ª Videoconferência de Casos Suspeitos de Sarampo”, ministrada pelo infectologista e diretor de Assistência Médica da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Antônio Magela. O treinamento foi transmitido para mais de 50 municípios.

Na última quarta-feira (11/04), a FVS realizou Atualização em Sarampo, para profissionais de saúde das redes pública e privada, oriundos de cooperativas, sociedades médicas e conselhos de classe. A palestra foi no auditório do Conselho Regional de Medicina (CRM), situado no bairro Flores, zona oeste da cidade.

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-FVS) também realizou treinamento, voltado para coleta, armazenamento, transporte e fluxo para envio de amostras de casos suspeitos de Sarampo, com a participação dos técnicos de laboratórios distritais de Manaus.

Confira onde tem CAIC mais perto de casa

ZONA SUL

CAIC JOSEPHINA DE MELLO

Rua Felismino Soares nº. 213 Colonia Oliveira Machado

CAIC ALEXANDRE MONTORIL

Rua Coronel Ferreira de Araújo s/nº – Petrópolis

ZONA CENTRO-SUL

CAIC AFRÂNIO SOARES

Avenida Tancredo Neves s/nº Shangrilá – Parque Dez

ZONA OESTE

CAIC ALBERTO CARREIRA

Avenida Brasil s/nº Compensa

ZONA CENTRO-OESTE

CAIC JOSÉ CARLOS MESTRINHO   

Rua 05 nº 367 Alvorada II

CAIC RUBIM DE SÁ

Desembargador João Machado s/nº Campos Elíseos – Planalto                                        

ZONA LESTE

CAIC ANA BRAGA

Rua Alameda Cosme Ferreira s/nº São José I

CAIC DR. EDSON MELO

Avenida Alameda Cosme Ferreira nº. 7995 Zumbi II

CAIC DR. JOSÉ CONTENTE   

Avenida Autaz Mirim nº 950 Jorge Teixeira

ZONA NORTE

CAIC GILSON MOREIRA

Rua 02 nº 70 Conjunto Mundo Novo Cidade Nova I

CAIC DR. MOURA TAPAJÓS            

Avenida Samaúma nº 606 Monte das Oliveiras – Galiléia II

CAIC MARIA HELENA GOES                        

Avenida Chico Mendes nº 690 Novo Israel