Câmara derruba requerimento de Bibiano que solicitava prestação de contas do pacote de obras de R$ 110 milhões - Fato Amazônico

Câmara derruba requerimento de Bibiano que solicitava prestação de contas do pacote de obras de R$ 110 milhões

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) derrubou ontem (28), o requerimento do vereador Bibiano que solicitava da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informações sobre o convênio de R$ 110 milhões firmado ano passado entre a Prefeitura de Manaus e Governo do Estado referente à pavimentação asfáltica que supostamente ocorreu em diversos bairros da cidade, por meio de ação intitulada “Todos Juntos Por Manaus”.

“O pacote de obras que foi anunciado pelo prefeito e governador ainda no ano passado, tinha o objetivo segundo eles, de melhorar a infraestrutura dos bairros da periferia. Cerca de pelo menos vinte bairros das zonas leste e norte. A população merece saber o que foi feito com esse recurso”, destacou o vereador.

De acordo com o anunciado pelo Executivo Estadual e Municipal e amplamente divulgado pela imprensa na época, a ação conjunta tinha o objetivo de iniciar obras de infraestrutura em vinte e dois bairros das zonas Norte e Leste de Manaus, com a revitalização aproximadamente de 600 quilômetros, dos quais 57 quilômetros seriam nos principais corredores viários. O recurso anunciado seriam R$ 100 milhões do Governo do Estado e R$ 10 milhões provenientes da Prefeitura.

Nova tentativa

Com a derrubada da proposta, Bibiano informou que enviará a mesma solicitação à Prefeitura por meio de ofício. O parlamentar disse que aguardará resposta ao ofício e que se não for respondido entrará com Mandado de Segurança na Justiça para saber o destino dos R$ 110 milhões.

“Ainda no ano passado, cobrei diversas vezes infraestrutura para os bairros da periferia de Manaus. A base do prefeito rejeitou nosso pedido de saber o resultado da ação conjunta. Porque não atender? Os moradores desses bairros cobram isso de mim quando me encontram e eles têm direito de saber informações desse referido pacote de obras”, concluiu.