Campeonato Amazonense de Arrancada reunirá pilotos que competiam no Velopark de Curitiba - Fato Amazônico

Campeonato Amazonense de Arrancada reunirá pilotos que competiam no Velopark de Curitiba

A pista Amazonas Dragway, localizada na estrada do município de Iranduba (distante 6,5 quilômetros de Manaus), se tornou a melhor do Brasil com percurso de 402 metros, após o fechamento do Velopark, que era considerado o maior parque automobilístico da América Latina. Em virtude disso, muitos pilotos que competiam por lá estão trazendo seus carros para participar da primeira etapa do Campeonato Amazonense de Arrancada, que será realizada na próxima semana, nos dias 5 e 6 de abril, das 9h às 18h.

Um dos proprietários da Amazonas Dragway, Luciano Bento, afirmou que a pista amazonense é referência por seguir uma série de normas da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). Além disso, garante tratamento de alta qualidade à pista, o que permite maior aderência aos pneus e, consequentemente, mais performance aos veículos.

“Com o fechamento do Velopark, nossa pista assumiu o posto de melhor pista de arrancada 402 metros do país, principalmente porque fazemos um rigoroso sistema de tratamento e oferecemos uma estrutura muito boa para as equipes e competidores. Além disso, temos boxes cobertos e, para o público, também garantimos arquibancada coberta”, disse Bento.

Entre os competidores de destaque nacional que estão trazendo seus carros para competir no Amazonense de Arrancada, vale enaltecer os pilotos "Wlad Carranza" que foi recordista, ano passado, do Campeonato Paranaense, na categoria "Turbo B"; o piloto Felipe Zaranza, que também está no topo das categorias "Turbo B e A”; entre outros.

Sobre o campeonato

O Campeonato Amazonense de Arrancada começa em abril e segue até novembro, com a participação de mais de 80 pilotos de carros e motos, disputando mais de 18 categorias. A competição local também é destaque no restante do país, por possui as categorias "Dragster Light", com carros que ultrapassam os 300 quilômetros por hora, e "Dragster Junior", com a participação de pilotos a partir de oito anos.

Para participar do campeonato, o carro deve seguir uma série de regras que contam nos regulamentos de prova do Manaus Motor Clube (MMC), que rege a disputa local. Para tanto, o veículo passa por uma rigorosa vistoria antes de entrar na pista. O vencedor da competição será o piloto que conseguir o menor tempo em uma das cinco “baterias” de cada categoria.