Cema inicia programa piloto para entrega de medicamentos especiais em casa - Fato Amazônico


Cema inicia programa piloto para entrega de medicamentos especiais em casa

A Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), deu início, nesta semana, ao piloto do programa “Proeme em Casa”. A ação consiste na entrega de medicamentos nas casas de beneficiários do Programa Estadual de Medicamento Especializado (Proeme). A iniciativa é voltada para usuários que têm dificuldade em se deslocar até a sede do órgão para receber a medicação.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, o programa piloto começou com 12 pacientes, devidamente cadastrados, mas a ideia é ampliar a todos os beneficiários que possuam alguma limitação física e que não tenham ninguém que possa ir até o órgão para pegar o medicamento. “À medida que concluirmos o levantamento de todos os casos, o programa será ampliado”, explica o secretário.

A Cema está realizando o recadastramento dos usuários do Proeme. Os beneficiários têm até o dia 31 de janeiro para atualizar seus dados. No ato do recadastramento, devem ser indicadas até três pessoas da família que podem pegar a medicação, caso o usuário não tenha condições de mobilidade. Concluído este processo, a Cema vai avaliar quem se enquadra no “Proeme em Casa”, conforme explica o coordenador da Cema, Olavo Tapajós.

Dores crônicas – Uma das pessoas que já está recebendo o seu medicamento em casa é a dona de casa Maria Dilaneide Alves da Silva, de 55 anos. Há dois anos ela foi diagnosticada com artrose e outras doenças que prejudicam sua locomoção. De lá para cá, ela sofre com dores crônicas, precisando de medicação oferecida pelo Governo do Estado.

Maria diz que receber seus remédios em casa a ajudará muito. “Não consigo subir uma simples escada, muito menos pegar o ônibus. Atualmente, dependo do meu marido para pegar os remédios na Cema. Mas ele trabalha, então nem sempre pode ir. Moramos só nós dois. Estou muito feliz em receber em casa. Vai me ajudar bastante”, relatou Maria, que mora no bairro Santo Antônio, na zona oeste de Manaus.

Outra beneficiária do Proeme que recebeu seu medicamento em casa é a aposentada Jacira Gomes dos Santos. Ela é portadora de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença degenerativa que ataca os neurônios motores, causando uma série de limitações no corpo ao longo do tempo. Jacira tem 65 anos e dependia de uma neta que mora próximo à Cema, para ter acesso aos seus remédios. “Vai me ajudar muito, porque eu moro só com o meu marido”, ressalta a aposentada, que reside no bairro Cidade Nova, na zona norte de Manaus.

O que é o Proeme – O Proeme é um programa do Ministério da Saúde (MS) que recebe recursos dos governos Federal e Estadual. O programa oferece medicamentos para pessoas portadoras de doenças crônicas reconhecidas pelo MS. Muitos dos medicamentos são de alto custo. Além dos itens especializados definidos pelo SUS, no Amazonas, a lista de medicamentos ofertados foi ampliada por iniciativa do próprio estado. Em média, 300 pessoas vão diariamente à sede da Cema receber os remédios.

Recadastramento – Para realizar o recadastramento na Cema, é necessário que o usuário ou o seu representante legal autorizado dirija-se até a sede do Proeme com os documentos necessários. A sede do programa fica na rua Duque de Caxias, bairro Praça 14, na zona centro-sul de Manaus. O horário de atendimento é das 7h30 às 16h, de segunda a sexta-feira.