Inovando na qualidade de ensino e na capacitação profissional de solicitantes de refúgios no Amazonas, o Centro de Ensino Técnico (Centec) realiza, nos dias 6 e 7 de dezembro, a oficina ‘Oportunizar’ voltada para o empreendedorismo de venezuelanos. O treinamento acontece na sede da instituição, localizada na avenida Djalma Batista, 646, São Geraldo, das 14h às 17h.

O objetivo da oficina é de despertar o perfil empreendedor nos refugiados, por meio de técnicas de modelagem e gestão para seu próprio negócio. Quem dará as dicas é a facilitadora e empreendedora Tatiana Froner, especialista em Gestão de Projetos e Agente Local de Inovação e Tecnologia (AGINTEC). Froner atuou em gestão de eventos e em projetos de empreendedorismo ribeirinho, na Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

“Vamos trazer para os refugiados noções básicas de empreendedorismo e mostrar quais ferramentas são usadas no dia a dia para alcançar o sucesso. Será uma oficina bem prática, para que eles não cheguem ao mercado de uma forma muito crua. Dificuldades eles terão, mas com essa capacitação que o Centec está oferecendo, eles já entram no mercado um pouco mais seguros, caminhando motivados e com conhecimento”, comenta Froner, ressaltando que os participantes sairão da oficina tendo noções de controle financeiro e sabendo visualizar o cliente para poder atrai-lo.

A coordenadora do projeto ‘Oportunizar’ pelo Centec, Nathalia Flores, explica que a oficina acontece para dois públicos específicos. No dia 6, o evento é exclusivo para alunos participantes do projeto Oportunizar, que acontece desde agosto. Já no dia 7, será a vez dos solicitantes de refúgio participantes das ações do serviço Caritas e Jesuitas, de iniciativa da Igreja Católica de Manaus.

“O objetivo do Centec ao realizar essa oficina é de trabalhar a questão do empreendedorismo e, principalmente, o perfil empreendedor nesses solicitantes de refúgio que procuram no Amazonas uma nova oportunidade de recomeçar a vida”, enfatiza a coordenadora do projeto.

Oportunidades para venezuelanos

O projeto Oportunizar foi lançado em agosto, exclusivamente para venezuelanos solicitantes de refúgio, com meta de aumentar as chances de acesso a emprego e renda dessas pessoas, por meio da oferta de cursos de qualificação e também do advocacy com o empresariado de Manaus, o que se constitui na busca de parcerias para a formação de uma rede de empregabilidade. Implementada pelo Centec, a iniciativa é financiando com recursos da Agência da ONU para Refugiados (Acnur) e seus doadores.

A presença da população venezuelana em Manaus tem aumentado nos últimos anos, como reflexo do fluxo de venezuelanos que deixam seu país devido aos desafios políticos, socioeconômicos e de direitos humanos. Mais de 8.800 solicitações já foram feitas por venezuelanos na cidade desde 2017 até agosto deste ano.

Sobre o Centec

O Centec é uma instituição especializada no ensino profissional e tem como missão formar profissionais com competência técnica e humana para atender as demandas do mercado de trabalho local. Todos os estudantes formados pela instituição, inclusive em cursos de curta duração, recebem certificados que os credenciam para atuam em suas áreas de escolha.