Refugiados e migrantes procuram o CARE para se inscrever no Sine e para os outros serviços proporcionados pelo Centro (Foto: Cígredy Neves)

A situação política e econômica na Venezuela ainda é crítica. Diante disso, dezenas de moradores do país entram diariamente no Brasil para tentar conseguir um meio de sobrevivência. Para auxiliá-los, a ADRA Brasil (Regional Amazonas) inaugurou, em dezembro do ano passado, em Manaus, o Centro de Apoio e Referência a Refugiados e Migrantes (CARE), que já beneficiou quase 900 imigrantes com o auxílio de mais de 50 voluntários.

Dentre esses beneficiados está o advogado Luis José Diaz Pinel. Ele estava no CARE no dia 29 de janeiro, quando ocorreu o atendimento do Sistema Nacional de Emprego (SINE), além dos serviços já prestados aos refugiados no local. O serviço é oferecido quinzenalmente na unidade.

Pinel chegou em Manaus há um mês com sua sobrinha, Niurkas Perina Gonzalez Garcia, que era recepcionista de um hotel na Venezuela, e os dois filhos dela. Ele contou quão difícil foram os últimos dias antes de sair de seu país, o quanto foi perseguido em seu trabalho e quão difícil foi conseguir chegar ao Brasil. Embora ainda desempregado, no CARE ele pôde fazer seu currículo em português e foi encaminhado ao SINE.

Assim como Pinel, Jorge Mateus Diaz, de 78 anos, também foi ao local para se inscrever e tentar conseguir um trabalho. Ele sofreu um infarto há poucos meses, por isso chegou a passos lentos, usando uma bengala e acompanhado por sua esposa, Edácia Hernandez de Mateus, de 73 anos. Ambos demonstravam esperança em cada linha de expressão do rosto.

Edacia e Jorge procuraram o CARE para se cadastrar (Foto: Cígredy Neves)

Outros atendimentos foram oferecidos, como assistência social, orientações e encaminhamentos para os serviços da prefeitura e do Estado, além de internet gratuita e ligações internacionais. Luisangeles Bellicia foi uma das pessoas que usou o serviço de telefonia internacional gratuita oferecido pelo centro. Ela está no Brasil há cinco meses com seu esposo e seu filho, e aproveitou para ligar para sua mãe, que ficou na Venezuela. “Não tinha contato com minha ‘mamá’ havia um mês, e ela não quer vir para cá”, conta.

Neste dia também foram doadas Bíblias em português e em espanhol. Niurkas ganhou uma em espanhol e relatou, emocionada: “Você não faz ideia de como custa caro uma Bíblia dessas lá na Venezuela”, pontua.

Próximo atendimento

No dia 12 de fevereiro haverá uma ação ampliada no CARE, em parceria com a Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad) e o SINE. Haverá inscrição para dois cursos gratuitos: Técnicas de Vendas e Atendimento ao Cliente, palestras de empreendedorismo, feiras artesanais.

Também é possível se voluntariar ou fazer doações. O Centro de Apoio e Referência a Refugiados e Migrantes está localizado na Avenida Maués, 120, no bairro Cachoeirinha, em Manaus. O horário de atendimento é de segunda a quinta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h, e na sexta-feira, das 8h às 12h.

Contatos: [email protected] / (92) 3342-6531.

(Com informações Notícias Adventistas)