O município de Novo Airão (distante 195 quilômetros de Manaus) receberá o “Cidadania Express – O PAC em Movimento”, projeto do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), que estreia na próxima segunda-feira (25 /02) e se estende até 27 de fevereiro, com oferta de serviços como emissão de primeira e segunda via de carteira de identidade, certidão de nascimento e segunda via do CPF. Contará ainda com abordagens sociais sobre temas como violência contra mulher, idosos e combate ao trabalho e exploração sexual infantil. A ação itinerante será na Casa Dia do Idoso, das 8h às 15h. 
Segundo a titular da Sejusc, Caroline Braz, no dia 27, o mutirão de documentos básicos será voltado para o atendimento aos índios que residem no município, numa parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai), Fundação Estadual do Índio (FEI) e Coordenação das Organizações e Povos Indígenas do Amazonas (Coipam). 
“As entidades estão responsáveis pela identificação das comunidades e dos serviços necessários para os indígenas, para que a nossa equipe possa oferecer um atendimento personalizado, por conta das especificidades de cada etnia”, explica a secretária.
Ela adianta que já estão programadas ações para os municípios de Itacoatiara, Presidente Figueiredo e Maués. 
Abordagem social – As equipes da Secretaria Executiva de Políticas para Mulheres (SEPM) e Departamento de Promoção e Defesa de Direitos (DPDD), que fazem parte da Sejusc, participarão da atividade com abordagens voltadas para conscientização sobre o combate a violência contra mulher, maus tratos com idosos, trabalho e exploração sexual infantil.   
 
Descentralização – A proposta do “Cidadania Express – O PAC em Movimento”, conforme o secretário executivo de Cidadania, Iramylson Freitas, é expandir os serviços disponibilizados nas unidades do Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) para os bairros de Manaus, interior do estado e empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM). 
“Queremos levar o máximo de serviços para o cidadão que tem dificuldades de ir até as unidades dos PACs, seja pela distância ou pelo horário de trabalho”, afirma Iramylson Freitas.  Ele ressalta que os interessados no projeto podem fazer a solicitação por meio do contato [email protected]br