O primeiro Pregão (nº 002/2014) realizado pela Câmara Municipal de Manaus (CMM), ontem com transmissão ao vivo pela TV Câmara, para contratação de empresa especializada que irá realizar os serviços de limpeza, conservação e jardinagem nas áreas internas e externas, deve gerar uma economia de cerca de 40% aos cofres do Poder Legislativo Municipal. A modalidade de licitação teve como vencedoras as empresas Leman Engenharia e Construção, Tecnelétrica da Amazônia Ltda., e CS Construção, Conservação e Serviços.

O serviço custa hoje para a Câmara R$ 102.500,00 mensais. Com o resultado do Pregão nº 002/2014, de ontem o serviço deverá consumir R$ 61.495,79, do seu orçamento mensalmente, o que resulta numa diferença de R$ 41 mil por mês. A licitação ainda não foi homologada e dá decisão ainda cabe recurso.

Os números foram apresentados no plenário Adriano Jorge, pelo presidente da Comissão de Licitação da CMM, Wandecy Campos, em uma avaliação positiva da modalidade de licitação, e que deverá passar a fazer parte da rotina da instituição a partir de agora. “A avaliação é extremamente positiva para a economia da CMM, se assim permanecer o resultado. Assim, como foi agora, a maioria dos serviços a serem contratados pela Câmara deverá ser por meio de pregão, conforme determinou o presidente da Casa Bosco Saraiva”, disse Campos.

Segundo ele, as demais modalidades de licitação têm prazos mais longos. “No Pregão são oito dias úteis para edital, três dias para recurso e mais três para contra-razão. Passada essa fase faz-se a adjudicação, homologação e contratação da empresa. É muito mais prático”, justificou.

O prazo, conforme Wandecy Campos começa a contar da próxima quinta-feira, dia 6, após recesso do Carnaval.

Vencedoras

O resultado do Pregão foi feito pela pregoeira Kelly Cristina Costa, após mais de quatro horas do início da sessão pública de recebimento das propostas de preços, disputa por lances e dos documentos de habilitação das empresas concorrentes. Os trabalhos, que iniciaram às 9h se estenderam até às 13h após todos os concorrentes analisarem a documentação e o resultado da modalidade de licitação, e o resultado ser proclamado, conforme determina o edital.

No total, sete empresas compraram o edital do certame: CS Conservação e Serviços Ltda., Eletrofios Empreeendimentos Empresariais Ltda (EPP), Escom Empresa de Serviços e Comércio, Leman Engenharia e Construção Ltda., LS Serviços de Conservação Ltda. (ME), Tecnelétrica da Amazônia Ltda., e Tupi Locação de Veículos Ltda.

Dessas, foram credenciadas na 1ª fase do pregão (apresentação de menor preço), logo após a abertura dos trabalhos, as empresas CS Conservação e Serviços Ltda., Tecnelétrica da Amazônia Ltda., Leman Engenharia e Construção Ltda., e Escom Empresa de Serviços e Comércio.

A empresa Eletrofios Empreendimentos Empresariais Ltda., foi descredenciada, pois não apresentou contrato social, uma das exigências do edital, conforme a pregoeira Kelly Cristina Costa.

Na segunda fase e após análise de documentos pela comissão, foram classificadas a CS Conservação e Serviços Ltda., Tecnelétrica da Amazônia Ltda., Leman Engenharia e Construção Ltda. A comissão desclassificou a Eletrofios Empreendimentos Empresariais e Escom Empresa de Serviços e Comércio (conforme os itens 4.22 e 4.23 do edital).

Na análise dos lances das empresas concorrente, a empresa Leman levou a melhor, vencendo o pregão com o melhor lance para Serviços de Limpeza e Conservação, área externa (Item1), com a proposta de R$ 25 mil; Ajudante (Serviços Gerais, entrega), Item 04, no valor de R$ 8.690,00; e Copeiras, no valor do lance de R$ 10.428,00.

A Tecnelétrica venceu nos itens 02, Serviços de limpeza e conservação, jardinagem, área externa, com o lance de R$ 13.100,00 e no Item 06, Serviço de jardineiro, com lance no valor de R$ 3.200,00.

A CS Construção, Conservação e Serviços, por sua vez, apresentou o melhor preço no Item 03 (Serviços de limpeza e conservação de esquadrias), no valor de R$ 1.076,42.

Na modalidade Pregão, ganha o processo a empresa que apresentar o menor preço para o serviço a ser realizado.

Resultado positivo

Representantes das empresas que participaram do Pregão da CMM avaliaram a modalidade como positiva. Lenise Rodrigues, da Leman, afirmou que foi proveitoso para a empresa. “Todos estavam inteirados do edital e conduziram os trabalhos deforma positiva. O resultado foi coerente. Os itens do edital foram respeitados”, disse ela, ao afirmar que a empresa vencedora de três itens já tem experiência nessa área para realizar um bom trabalho.

João Marcos Pozzetti, da empresa Tecnelétrica também considerou positivo o resultado, que segundo ele, atendeu as expectativas. Ele disse que vai recorrer do resultado, questionando documentação da empresa Leman. Ele reclamou dos preços oferecidos pela empresa vencedora no Item 01. “R$ 25 mil é um preço muito baixo para executar o serviço de limpeza da Câmara”, afirmou.