“Tábua de salvação”. É como o paratleta Jorge Balbino, 59 anos, descreve o SOS Vida, serviço da Prefeitura de Manaus que faz o transporte de usuários em tratamento de hemodiálise, fisioterapia, quimioterapia, dentre outros. Com nove anos completos na sexta-feira (09/11), o SOS Vida contabiliza aproximadamente 11 mil atendimentos/remoções ao mês. Jorge, que passou a ter dificuldade de locomoção após um acidente doméstico, foi um dos primeiros atendidos pelo serviço, que há nove anos permite sua ida para consultas médicas e fisioterápicas, possibilitando praticar hidroterapia e natação, o que o tornou um paratleta.

“Todo paciente que inicia um tratamento, quando não tem condições financeiras, sabe que tem dia para começar, mas sabe também, que a qualquer hora pode parar, por não poder custear o transporte. Com o SOS Vida, a pessoa que precisa de transporte para essa finalidade, pode ter a certeza que o seu tratamento vai ter começo, meio e fim. O SOS Vida é fator primordial e indispensável para a qualidade de vida das pessoas de baixa renda que precisam desse atendimento”, afirmou.

O SOS Vida foi implantado em 2009, em substituição ao SOS Social, que atuava de forma precária. Atualmente, promove saúde e bem estar aos que necessitam do serviço, por meio do apoio de duas bases descentralizadas, uma localizada na zona Centro-Sul e outra, na zona Centro-Oeste da cidade.

A missão do serviço de transporte sanitário, como tecnicamente é definida a atividade de promoção à saúde realizada pela equipe de saúde, é transportar usuários com dificuldade de locomoção, usuários que necessitem realizar tratamento em saúde de hemodiálise, radioterapia, quimioterapia, fisioterapia, troca de sonda, consulta médica e outros serviços.

“É um serviço muito humano e necessário a quem dele precisa. Fico feliz por saber que fazemos mensalmente milhares de atendimento e que por meio desses atendimentos, estamos mudando a vida de muitas pessoas, garantindo a diversas famílias a esperança do sucesso no tratamento de seus entes queridos”, destaca o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

“É um trabalho essencial que beneficia pessoas que realmente precisam, vital para garantir a continuidade do tratamento e o acesso dos usuários à rede de saúde do município e Estado”, afirma o secretário de Saúde, Marcelo Magaldi .

Estrutura

O serviço conta com 56 profissionais entre assistentes sociais, técnicos de enfermagem, administrativos, condutores socorristas e serviços gerais. O serviço possui frota de oito ambulâncias e vinte e um veículos tipo vans, sendo destas cinco adaptadas com elevador para pacientes cadeirantes.

Os agendamentos do serviço podem ser realizados pela população conforme disponibilidade de vagas, por meio dos telefones 0800-092-0-192 ou 3637-7777.