Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A identidade do originário amazônico e sua grandiosidade transmitida por meio de encenações. Essa  é a proposta do espetáculo “Flecha Borboleta” da companhia de teatro amazonense Arte&Fato que se apresentará, na próxima terça-feira (24/04), a partir das 21h30, no cineteatro Caracas, em Portugal. A apresentação conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC).

“Flecha Borboleta” é um espetáculo que traduz e mantém viva a memória e resistência dos povos tradicionais do Brasil e também declama consequências trágicas causadas pela infidelidade de um matrimônio, propondo assim, a superação do Teatro pelo entretenimento. A apresentação com oito atores em cena desenvolvendo um repertório integrado pela história da cultura indígena e sua importância por manter viva a maior floresta tropical do Brasil.

De acordo com Douglas Rodrigues, diretor artístico do espetáculo, a proposta é dar destaque para uma história ainda pouco conhecida, revigorando a identidade indígena. “Encenar ‘Flecha Borboleta’ é abrir os sentidos humanos, no sentido de humanidade, fazendo deste teatro o encontro com as culturas originárias. É uma história nova no velho continente, pertencente a todos nós”, afirma.

O diretor artístico ressalta a gratificação em poder levar para o público estrangeiro histórias indispensáveis sobre a cultura brasileira e destaca a projeção internacional da companhia.

“Como encenador é muito gratificante poder contribuir não apenas com o teatro amazonense, mas também com a companhia que acaba chegando em um momento marcante desse segmento artístico”, diz Rodrigues. “Quando a gente consegue fazer uma projeção internacional e abre campos para outras companhias também trabalharem visando um outro mercado, percebemos que estamos alcançando objetivos que traçamos lá no início”, conclui.

 “Flecha Borboleta” – A peça se baseia em fatos reais e descreve as trágicas consequências do relacionamento entre a índia arqueira “Flecha Borboleta” e um aviador americano. Ao dar a luz ao filho do aviador, a índia acaba por renunciar a própria cultura e promete à criança um futuro americano.

Para mais informações sobre essas e outras ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse o Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br). Confira também os perfis do órgão no Facebook (facebook.com/culturadoamazonas), Twitter (@SEC_Amazonas) e Instagram (@secretariaculturaamazonas).


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •