Condenados do caso Belota pegam mais de 280 anos de prisão - Fato Amazônico




Condenados do caso Belota pegam mais de 280 anos de prisão

O julgamento do caso “Belota” que teve início ontem por volta de 10h30, terminou na manhã desta sexta-feira às h5h45, quando a juíza Mirza Telma de Oliveira, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, leu as sentenças dos réus. O publicitário Jimmy Robert, apontado como mentor do triplo homicídio que teve como vítimas Maria Gracilene Roberto Belota, Gabriela Belota e Roberval Roberto de Brito, foi condenado a 100 anos de reclusão, enquanto que Rodrigo Alves, pegou 94 e Ruan Pablo 90 anos, todos cumprirão as penas no regime fechado.

Os advogados de defesa, que pediram a redução da pena no decorrer do julgamento, afirmaram que irão recorrer da decisão da sentença apontada como muito alta. Mas para o promotor Fábio Monteiro, que atuou na acusação, será muito difícil que o Tribunal de Justiça do Amazonas, ou anule ou mesmo reduza a pena dos condenados.

Assim que a juíza Mirza Telma, leu a sentença no plenário, apenas os parentes das vítimas e dos acusados permaneciam no local e se emocionaram muito. Os de Gabriela e Gracilene, que clamavam por Justiça, se emocionaram enquanto que os de Rodrigo e Ruan, os únicos a permanecerem no local.

Jimmyr Robert, assim que a juíza leu a sentença foi retirado do plenário por policiais militares.