Conselheiro tutelar de Tapauá denuncia descaso da polícia em sequestro de adolescente de 13 anos - Fato Amazônico

Conselheiro tutelar de Tapauá denuncia descaso da polícia em sequestro de adolescente de 13 anos

A dona de casa Rezivânia Mesquita dos Santos e o conselheiro tutelar de Tapauá, Rosinaldo Duarte de Andrade. denunciaram por telefone ao Fato Amazônico, o descaso com que a polícia do município vem tratando o sequestro da menor Lowrrany dos Santos de Souza, de 13 anos. Ele teria sido levada no último domingo (20) pelo filho da secretaria de comunicação da cidade, Hozana Menezes, o estudante Dergivaldo Menezes, 21 anos, que meses vem aliciando a adolescente.

De acordo com a mãe da menina, sua filha saiu para comprar fraudas e desapareceu. “Com o passar das horas fiquei preocupada e fui atrás dela”, informou, afirmando ter encontrado o carro do acusado atolado em uma rua de Tapauá.

A menor de 13 anos, não tem poder para decidir, ela pode ter sido trazida para Manaus

“Quando ele me viu, saiu do carro e pegou a minha filha pelo braço e foi embora com ajuda de outros dois bandidos”, relatou Rezivânia, afirmando que ano passado juntamente com o conselheiro tutelar denunciaram o filho da secretaria a polícia por aliciamento da menor.

A mãe da menor disse ainda que, por muita insistência do conselheiro, dois policiais militares acompanharam ela até a casa do pai de Dergivaldo, o comerciante David Menezes.

“Chegamos lá o seu David, disse aos policiais que o filho dele não estava e ficou por isso mesmo. Aqui é assim a lei não funciona e como o cara é filho da secretaria e sobrinho do vice-prefeito nada acontece”, disparou revoltada Rezivânia, desesperada sem saber o que fazer para conseguir resgatar sua filha das mãos do acusado.

Vítima em Manaus

Para o conselheiro tutelar, Rosinaldo Duarte de Andrade, a menor pode até ter sido levada para Manaus, por Dergivaldo, que se prevalece de ser filho da secretaria de comunicação e sobrinho do vice-prefeito para aprontar poucas e boas em Tapauá.

Rosinaldo, disse que como os parentes do acusado trabalham com embarcações que fazem linha para Manaus e possuem ainda lanchas rápidas, ele disse acreditar que adolescente pode ter sido aliciada para fugir com Dergivaldo, para a capital amazonense.

“Mas o acusado esquece que a menina tem apenas 13 anos, e mesmo que queira não tem poder para decidir, e os pais são os responsáveis”, declarou Rosinaldo, afirmando que como a menor não pode decidir o maior de idade responde por estupro de vulnerável.

De acordo com Rosinaldo, o acusado há tempos vem aliciando menores de idade no município sem que seja punido pela Justiça. “Temos várias denúncias contra ele, mas as coisas aqui são difícei”, declarou, informando que o delegado Thiago Bernardo da Rocha, não está na cidade e hoje quem responde pela delegacia é o escrivão Rosinaldo Duarte de Andrade.