Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pelo menos 228 concursados iniciaram o curso de formação e poderão compor o quadro de servidores da Polícia Civil do Amazonas na capital e no interior do Estado. Para o deputado estadual, Josué Neto (PSD), que esteve ontem (29) na aula inaugural do curso, os 228 candidatos ajudarão a reduzir o déficit que existe hoje nas delegacias da capital e do interior.

“Esses novos policiais serão muito importantes para a melhoria da segurança, não só na capital, mas também nos demais municípios. Estamos praticamente toda semana no interior do Amazonas e sabemos que o número reduzido de policiais é quase unanimidade nas cidades do interior. Portanto, esses novos policiais serão muito úteis para a segurança do nosso Amazonas”, disse Josué Neto.

Segundo o parlamentar, hoje existe um número reduzido de policiais civis e militares em todos os municípios do Estado, problema que já vem sendo tratado junto ao governador Amazonino Mendes e ao vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva.

Um novo concurso para preenchimento de vagas na Polícia Civil e  Polícia Militar não foi descartado, segundo  Bosco, e deve ser anunciado até o final de março. “Para fazer o concurso precisamos saber a necessidade exata. Estão convocados 228. A partir daqui vamos identificar a necessidade completa. Até março, o governador Amazonino Mendes deve anunciar o novo concurso”, afirmou o secretário.

Os novos convocados são do concurso de 2009, sendo 186 investigadores e 42 escrivães. Eles conquistaram na Justiça o direito de seguir o certame. Eles deverão passar por treinamento durante três meses, e os que forem aprovados em todas as etapas estão aptos a serem nomeados.

Em seu discurso, o governador Amazonino Mendes disse que o preenchimento do quadro de servidores da segurança é uma das prioridades do seu governo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •